Mundial de Tênis de Mesa – Prévia

Começou neste domingo com as rodadas qualificatórias o Mundial de tênis de mesa na cidade chinesa de Suzhou. Neste ano, o Mundial é de provas individuais e duplas, diferente do ano passado, quando aconteceu o Mundial por equipes.

Favoritos

Quando o assunto é tênis de mesa, o único país que vem em mente é logicamente a China. Favorita para todos os títulos, deve mesmo ficar com os 5 ouros em jogos e bem provavelmente com 5 pratas. A China já obteve esse feito em 5 oportunidades, nos Mundiais de 1981, 1999, 2007, 2009 e 2011.

Foto: Grigory Dukor/REUTERS

No masculino, Zhang Jike (foto) chega com tudo. Apesar de ser o 3º chinês na lista e 3º cabeça de chave, Jike vem de dois títulos mundiais e do ouro olímpico em Londres. Ma Long é o líder do ranking e cabeça 1 e também deve ir longe, assim como Xu Xin, 2º cabeça. Fora os chineses, de olho no japonês Jun Mizutani e nos alemães Dimitrij Ovtcharov e Timo Boll, único não chinês a subir no pódio desde 2009.

Nas disputas femininas, a armada chinesa é a favorita. Quatro chinesas diferentes ganharam os 4 últimos mundiais. Ding Ning, campeã mundial em 2011, é a cabeça 1. São 5 chinesas entre as 8 maiores favoritas. A atual campeã mundial e olímpica é Li Xiaoxia, 3ª cabeça de chave. Fora as chinesas, de olho nas japonesas Kasumi Ishikawa e Ai Fukuhara, na bronze olímpica Feng Tianwei, de Singapura. A melhor não-asiática é a austríaca (na verdade chinesa) Liu Jia. São 17 títulos chineses nos 18 últimos mundiais.

Timo Boll em Londres-2012. Foto: Feng Li/Getty Images Europe

 

Este ano teremos uma novidade bem interessante nas duplas. Pela primeira vez, as duplas podem ser de países diferentes e uma dupla inusitada já chega como favorita, formada por Timo Boll e Ma Long. Os atuais campeões mundiais são Chen Chien-an e Chuang Chih-yuan de Taiwan e chegam como cabeças 4. Os favoritos são Chiang Hung-Chieh e Huang Sheng-Sheng, também de Taiwan. Lógico que uma dupla de Xu Xin e Zhang Jike também deve ser temida.

No feminino, a dupla japonesa Ai Fukuhara/Misako Wakamiya são as cabeças 1. Ding Ning e Li Xiaoxia formam a super dupla chinesa. Cabeças 2, a dupla de Singapura de Feng Tianwei e Yu Mengyu, tentará melhorar o bronze de 2013.

Nas duplas mistas, a dupla norte-coreana Kim Hyok Bong e Kim Jong são cabeças 1 e tentarão defender seu título mundial de 2013. Foi nas mistas, aliás, que a China decepcionou no último mundial, com “apenas” 1 bronze. A dupla formada pelo chinês Xu Xin e pela coreana Yang Haeun chega também como uma das favoritas.

Brasileiros

CBTM/Divulgação

Medalha sei que é algo praticamente impossível, mas os brasileiros chegam bem. Diria que até melhores que nunca. Com dois brasileiros entre os 60 do mundo, um resultado excepcional seria uma 8as de final. Hugo Calderano disputa seu 2º mundial individual. Em 2013 ele perdeu na primeira rodada da chave principal. Gustavo Tsuboi é o melhor brasileiro no ranking, em 54º. Em seu 5º Mundial individual, perdeu na 2ª rodada nas duas últimas participações e tem tudo para melhorar isso. Cazuo Matsumoto e Thiago Monteiro terão que passar pelas rodadas qualificatórias ainda.

No feminino, Gui Lin, Caroline Kumahara e Lígia Silva entram na rodada preliminar e não precisam disputar as fases de grupo. O objeto é chegar na chave final e vencer uma partida, o que ocorreu com a Caroline em 2013.

Nas duplas, a esperança é de Hugo Calderano/Gustavo Tsuboi no masculino e nas boas parcerias das mistas, com Calderano/Kumahara e Tsuboi/Lin.

Você acompanha tudo do Mundial aqui no blog, pelo twitter e pela página no facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s