Temos uma ginástica feminina!

A etapa de Ljubljana, na Eslovênia, da Copa do Mundo não foi das mais fortes, com poucos grandes nomes, mas ela foi fundamental para mostrar que o Brasil voltou a ter uma ginástica feminina competitiva!

A etapa marcou a estreia e competições adultas da Rebeca Andrade, que há 3 anos já era a melhor ginasta do Brasil. Mesmo na categoria infantil, Rebeca já era a melhor ginasta do país, mas não podia disputar competições adultas por conta da idade.

Na primeira sua prova internacional adulta, Rebeca ficou com o bronze nas barras assimétricas, onde somou 12,800. A nota não foi das melhores, mas é um resultado muito bom para uma estreia. Na quali ela foi a melhor com 14,300.

No domingo, foram mais duas medalhas das meninas para duas outras ginastas. E logo na trave, o aparelho que sempre meteu medo nas brasileiras e que quase sempre atrapalhou a equipe. Lorrane Oliveira foi prata com 13,525 e Julie Kim Sinmon bronze com 13,225, atrás apenas da canadense Isabela Onyshko com 14,075.

Esse ano ainda teremos a estreia no adulto da Flávia Saraiva, campeã olímpica da juventude ano passado. Aos 15 anos ela chega para ajudar a subir o nível da ginástica feminina.

Com Jade Barbosa bem e toda essa equipe, o Brasil pode até brigar pelo top 8 e já garantir a equipe completa no Rio-2016. Está na hora de bons resultados!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s