Faltam 100 dias para o Pan!

Ano pré-olímpico é ano de Mundiais, de buscar índice, vagas olímpicas e se preparar para o principal evento mundial. Mas também é ano de Pan.

Tenho um apreço especial pelo Pan. Foi no Pan de Winnipeg-1999 que surgiu minha paixão pelo esporte. Era o início da banda larga e eu acompanhava os resultados pelo site oficial, que era bem mais ou menos. Mas por anos mantive um arquivo com os resultados completos e foi aí que comecei a descobrir os esportes olímpicos e a entender das coisas. Em 2007 fui ao Rio no primeiro fim de semana e assisti ao Pan em casa, no meio da crise aérea. Vi o ouro do Diogo Silva no taekwondo, o primeiro do Brasil naquele Pan, ginástica masculina (prata por equipe), esgrima, levantamento de peso, badminton.

Agora o Pan volta ao Canadá e o Brasil busca pela segunda vez o 2º lugar no quadro de medalhas (foi 2º apenas em 1963, em São Paulo). Como sede dos próximos Jogos Olímpicos, é uma obrigação do Brasil ficar em 2º.

O Canadá lógico vai brigar pela vice-liderança também e contará com o que tem de melhor em casa. Cuba vem numa entressafra e enfrenta uma crise financeira que tem atrapalhado a preparação da ilha. Mas em Londres eles levaram 15 medalhas, então não podem ser ignorados. A Colômbia foi uma grande surpresa em Londres com 8 medalhas e deve brigar pelo 5º lugar com a Venezuela, que caiu muito no cenário mundial.

Time Brasil

A equipe brasileira já tem umas 460 vagas garantidas e a expectativa do COB é chegar aos 600 atletas. Vamos ao panorama da participação brasileira até o momento, que já tem uns 550 garantidos.

Muitos dos grandes atletas brasileiros não estarão no Pan, como César Cielo, Fabiana Murer, entre outros que brigarão por medalha no Rio-2016, mas vale prestar atenção no torneio, pois mede como estão nossas equipes B em alguns esportes. Alguns esportes darão vagas olímpicas, então nesses a disputa é de altíssimo nível, como o pentatlo moderno, handebol, pólo aquático, tiro, hipismo, triatlo.

Atletismo – Os índices são bem baixos, então a lista de atletas com índices é imensa, com quase 200 nomes! Só não tem ninguém com índice no martelo feminino e em 3 provas tem 1 índice. Nas outras tem 2 ou mais (algumas muito mais). Deve mandar quase 90 atletas.

Badminton – Classificou equipe completa – 8 atletas

Baseball – não se classificou

Basquete – Vai levar as 2 equipes – 24 atletas

Boliche – Classificou equipe completa – 4 atletas

Boxe – Será pelo ranking deste mês e por torneios em maio. Nada definido ainda

Canoagem – Brasil só ficará fora de 3 das 13 de velocidade, incluindo o C2 1.000, prova que pode fazer final olímpica, e no slalom vai equipe completa – 20 atletas

Ciclismo – Brasil só fora do contra relógio masculino por enquanto. Somando estrada, pista, BMX e mountain bike, serão 24 atletas, quota máxima

Esgrima – a qualificação será no Pan adulto este mês no Chile

Esqui Aquático – só conseguiu vaga no wakeboard – 1 atletas

Futebol – 2 equipes classificadas – 36 atletas

Ginástica – Equipe completa na artística e na rítmica. No trampolim, classificou apenas 1 homem e 1 mulher – 20 atletas

Golfe – será definido pelo ranking do fim de abril

Handebol – 2 equipes classificadas – 30 atletas

Hipismo – Equipe completa nas 3 modalidades – 12 atletas

Hóquei na Grama – equipe masculina classificada apenas – 16 atletas

Judô – Brasil em todas as categorias – 14 atletas

Karatê – Últimas vagas definidas em março. Brasil em 7 das 10 categorias – 7 atletas

Levantamento de Peso – Classificou 5 homens e 3 mulheres apenas – 8 atletas

Lutas – Brasil por enquanto só em 2 categorias femininas, mas metade das vagas saem do Pan no fim de abril – 2 atletas

Maratona Aquática – Classificou 2 mulheres e apenas 1 homem

Nado Sincronizado – Dueto e Equipe classificados – 9 atletas

Natação – Equipe será definida na próxima semana após o Maria Lenk. Deve ir equipe completa com 18 homens e 18 mulheres

Patinação – Só se classificou para a artística – 2 atletas

Pentatlo Moderno – Equipe completa – 4 atletas

Pólo Aquático – Classificou as duas equipes – 26 atletas

Raquetebol – não achei informação, mas não deve levar ninguém

Remo – Brasil em 12 das 14 provas, fora apenas do skiff quádruplo masculino e do dois sem feminino – 26 atletas

Rugby – 2 equipes classificadas – 24 atletas

Saltos Ornamentais – Não definida, deve mandar equipe completa com 4 homens e 4 mulheres

Softball – Classificou equipe feminina – 15 atletas

Squash – Só classificou equipe feminina – 3 atletas

Taekwondo – Equipe completa – 8 atletas

Tênis – Equipe não definida ainda

Tênis de Mesa – Equipe completa – 6 atletas

Tiro – Brasil não conseguiu quota no rifle 3 posições 50m masculino e na pistola 25m feminina, mas pode disputar com atletas de outras provas – 19 atletas

Tiro com Arco – Classificou equipe completa. O 3º homem só levou a vaga no final de março em prova na República Dominicana – 6 atletas

Triatlo – Brasil com 2 homens e 1 mulher, mas o ranking do fim de abril definirá a maioria das vagas. Podem 3 por país – 3 atletas

Vela – Brasil em todas as 10 classes – 18 atletas

Vôlei – 2 equipes classificadas – 24 atletas

Vôlei de Praia – Só se pode uma dupla por país. Equipe completa classificada – 4 atletas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s