Mundial de Snowboard e Esqui Estilo Livre – Parte 2

Vamos à segunda parte do Mundial de esqui estilo livre e snowboard em Kreischberg, Áustria.

Dual Moguls

Essa prova é como a de moguls, só que no esquema de mata-mata. Os 16 melhores na qualificação vão para o chaveamento e 7 juízes definem quem avança, onde cada um tem 5 pontos para dar para cada atleta, sendo 4 juízes pelos turns nos morrinhos, 2 para saltos e 1 para o tempo.

Prata no moguls neste mundial e em Sochi, a americana Hannah Kearney foi a melhor na quali com 82,82 contra 82,28 da Justine Dufour-Lapointe. Kearney foi impecável, vencendo 29-6 e 27-8 nas primeiras rodadas. Na semi venceu apertada por 18-17, mas na final, Kearney arrasou a Justine por 29-6, levando seu 3º título mundial na carreira. O bronze ficou com a cazaque Yulia Galysheva, que venceu 18-17 a irmã do meio, Chloe Dufour-Lapointe.

No masculino, foi a vez do Mikael Kingsbury se redimir, assim como fez a Kearney. Prata no moguls, Kingsbury foi o melhor na quali com 84,72, depois venceu bem as 4 rodadas: 27-8, 21-14, 35-0 e, por fim, 20-15 na final sobre seu compatriota Philippe Marquis. Completando o pódio canadense, Marc-Antoine Gagnon venceu por WO o americano Sho Kashima.

Slopestyle em Esqui

Sou meio contra a inclusão do slopestyle em 4 categorias em Jogos Olímpicos e esse mundial ilustrou um pouco isso na prova feminina com esquis. Apenas 15 atletas de 10 países disputaram a qualificação feminina. A alemã Lisa Zimmermann foi a melhor na quali com 87,80 e na final, fez uma ótima passagem com 85,80, ficando com o ouro. A britânica Katie Summerhayes foi prata com 82,80 e a eslovaca Zuzana Stromkova, 20ª em Sochi, foi bronze com 77,60.

No masculino, outro nível, com 47 atletas. O suíço Fabian Boesch foi  melhor na quali com 90,80 e na final conseguiu a excelente nota de 92,60, levando o ouro. O australiano Russell Henshaw fez uma belíssima final com 3 notas ótimas: 90,60, 91,80 e 90,00, ficando com a prata. Bronze para o american Noah Wallace com 82,40.

Slopestyle em Snowboard

A “brasileira” Wesley Ann Huntington, que nasceu e vive nos EUA, disputou a quali, mas não conseguiu fazer nada, fazendo 1,66 na 1ª passagem e 3,66 na 2ª. O ouro ficou com a japonesa Miyabi Onitsuka, com 92,50 na segunda passagem. Completaram o pódio a austríaca Anna Gasser com 89,50 e a eslovaca Klaudia Medlova com 84,25.

Sem a presença de nenhum medalhista olímpico, assim como ocorreu no feminino, quem venceu foi o americano Ryan Stassel, 14º em Sochi, com uma passagem quase perfeita, de 97,50. O finlandês Roope Tonteri defendia o título mundial e ficou com a prata com 93,75. Completou o pódio o americano Kyle Mack com 92,75.

Slalom Paralelo

O título do slalom paralelo foi para o veterano italiano Roland Fischnaller. Depois de 4 Olimpíadas e em seu 8º mundial, Fischnaller venceu seu primeiro título de grande porte na Áustria. Segundo na qualificação com 1:11.58, atrás apenas do esloveno Zan Kosir, duas medalhas em Sochi, com 1:11.37. Numa final bem apertada, o italiano venceu o russo Andrey Sobolev por apenas 0.16. O bronze ficou com o esloveno Rok Marguc, que venceu por 0.59 o italiano Aaron March.

Se no masculino quem venceu foi um veterano, no feminino o ouro ficou com uma semi-novata. Em seu 3º mundial, a checa Ester Ledecka conquistou o título aos 19 anos! Segunda na quali atrás apenas da russa Alena Zavarzina. Na final, Ledecka venceu a campeã olímpica nesta prova em Sochi, a austríaca Julia Dujmovits, e venceu o primeiro ouro em mundiais de snowboard para a República Checa. Bronze para Marion Kreiner (AUT).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s