Resumo do fim de semana

Ciclismo

A seleção masculina do Brasil foi para Guadalajara disputar a primeira etapa da Copa do Mundo de ciclismo de pista e conseguiu resultados razoáveis. Só foram disputadas as 10 provas olímpicas nesta etapa.

No sprint por equipe, o Brasil ficou em 13º com 44.232 na quali entre 24 equipes, ficando na frente de Argentina, Espanha, Canadá, Estados Unidos, Japão. Na Omnium, Gideoni Monteiro terminou na 13ª posição entre 23, boa prova dele.

Flávio Cipriano ficou em 36º na quali do sprint individual com 10.141 e não avançou de fase. Já na Keirin, ele foi muito bem, vencendo sua bateria da primeira fase, mas não avançando para a final. Na disputa do 7º ao 12º lugares, ele foi desclassificado por passar sua roda dianteira pela roda traseira da moto.

Golfe

O golfe clube da Gávea no Rio recebeu a única etapa brasileira do tour latino-americano do PGA.

O jovem brasileiro Rafael Becker, de apenas 23 anos, foi o grande campeão da etapa, com 14 tacadas abaixo do par após 4 passagens, 3 melhor que os segundos colocados e faturou US$ 27.000. Este ano, seu melhor resultado havia sido um 12º lugar na etapa da Colômbia.

Com o resultado, Rafael é disparado o melhor brasileiro no ranking do circuito em 16º. No ranking mundial, Rafael subiu do 1.543º lugar (sem pontos) para o 754º. Adilson da Silva é o melhor brasileiro em 297º.

Outros Esportes

– Sem os principais nomes do esporte, os saltadores brasileiros ficaram com apenas 3 bronzes na parte dos saltos ornamentais do Sul-Americano de esportes aquáticos.  As medalhas vieram com Tammy Galera no trampolim 3m, Tammy e Ingrid Oliveira no trampolim sincronizado e Luiz Felipe Outerelo e Ian Matos na plataforma sincronizada. A Venezuela dominou levando 8 das 10 provas.

– Na esgrima, Ghislain Perrier foi o único brasileiro a pontuar no fim de semana. Na etapa de Tóquio do florete masculino, ele terminou na 64ª posição após perder para o favorito vice-campeão mundial Ma Jianfei (CHN) por 15-10. Guilherme Toldo foi o 71º. Por equipe, o Brasil terminou em 13º entre 18 países. Na disputa do 13º lugar, uma boa vitória de 45-44 sobre a Polônia. Em St. Maur, próximo a Paris, no florete feminino, Ana Beatriz Bulcão foi a melhor brasileira em 67º.

– Na fraca etapa de Medellin da Copa do Mundo de ginástica artística, os ginastas brasileiros levaram 3 ouros e 1 bronze. Sem praticamente nenhum nome forte do esporte, Diego Hypolito venceu o solo com 15,867 e o salto com 14,884. Henrique Medina talbém foi ouro nas argolas com 15,700 e Miguel Hudson foi bronze no salto com 14,767.

– A seleção feminino de rugby 7s venceu o torneio Valentin Martinez em Montevidéu, Uruguai. As meninas não tiveram dificuldade alguma para vencer seus 5 jogos e levar o título. Na primeira fase 48-0 no Peru, 46-0 na Venezuela e 48-0 na Argentina “Vermelha”. Na semi, 45-0 na Venezuela e na final 25-10 na Argentina “Azul”.

– A ITTF confirmou a presença do Brasil no masculino e no feminino na Copa do Mundo de tênis de mesa em janeiro. No Aberto da Rússia, Thiago Monteiro caiu nas 16as-de-final perdendo 4-0 para Tiago Apolonia (POR).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s