7ª Semana de Mundiais – Domingo

Após 7 semanas com nada menos que 18 mundiais, a maratona dá uma pausa. Ainda termos alguns esse ano, como o de levantamento de peso, boxe feminino, natação em piscina curta, ginástica de trampolim, juvenil de judô, finais dos circuitos de tênis e tênis de mesa, entre outros.

Vôlei

E veio um bronze para salvar o mundial do Brasil. Parecia que seria uma barbada. Brasil impecável, longe do que mostrou no sábado na semifinal contra as americanas. Passe perfeito, recepção impecável, bloqueio funcionando. O Brasil abriu 25-15 25-13, calando os mais de 12.000 espectadores em Milão.

O nome do jogo foi a italiana Valentina Diouf, que entrou no 1º set para não sair mais. No 3º ela começou a fazer a diferença e a Itália crescia a cada ponto, enquanto o Brasil baixava de produção. Com 25-22 25-22, a Itália empata a partida e leva o jogo para o 5º set para delírio do Mediolanum Forum.

Aí entra o brilho de Sheilla e a força de Jaqueline, Thaisa, Fabiana e Fe Garay, que faz o ponto da partida fechando com 15-7. Diouf foi a grande pontuadora do jogo com 31 pontos, sendo 29 de ataque. Com o bronze, o Brasil completa 2 mundiais seguidos no pódio e 5 competições mundiais (com os Jogos Olímpicos) seguidas no pódio. Que venha Rio-2016.

Na grande final entre China e Estados Unidos, uma partida bem disputada. Mas com belas atuações de Kim Hill com 20 pontos, Larson e Kelly Murphy e 7 bloqueios de Harmotto, as americanas venceram a partida por 3-1, parciais 27-25 25-20 16-25 26-24. Lideradas pelo bicampeão olímpico na quadra e campeão olímpico nas areias e considerado o melhor jogador de todos os tempos, Karch Kiraly, os Estados Unidos conquistam pela primeira vez o título mundial feminino de vôlei.

O próximo mundial será em 2018 no Japão.

Pódio

Ouro – Estados Unidos

Prata – China

Bronze – Brasil

Ginástica Artística

No último dia de finais por aparelho, a coroação de Simone Biles. A garota-prodígio americana venceu as duas provas femininas do dia. Melhor na quali na trave e no solo, ela confirmou o favoritismo nas finais. É raro uma ginasta combinar a explosão de solo e o equilíbrio da trave, mas Biles faz tudo parecer fácil. A última a vencer num mesmo mundial as mesmas duas provas foi a romena Andreea Raducan em 2001.

Na trave, Biles somou 15,100, na frente da chinesa Bai Yawen e da russa Aliya Mustafina, que defendia o título. No solo, Biles foi muito superior às outras. Com 15,333, ficou bem a frente da romena Larisa Iordache com 14,800 e de Mustafina com 14,733. A americana encerra o Mundial com 4 ouros e 1 prata.

Sérgio Sasaki disputou a final do salto, mas não conseguiu medalha. Penalizado nos dois saltos com 0,1 por pisar fora da área, ele tirou média 15,016. Parece que na Coreia do Norte só treinam o salto, mesmo. Se Gwang Ri venceu com 15,416, repetindo o ouro norte-coreano no feminino. O coreano campeão olímpico e bi mundial Hak-seon Yang não saltou bem e ficou em 7º.

O ucraniano Oleg Vernaiev, 4º no individual geral, levou as barras paralelas. Campeão europeu este ano, ficou com o notaço de 16,125 a frente do americano Danell Leyva com 15,933. Na barra fixa, não tem pra ninguém! O holandês campeão olímpico Epke Zonderland conquistou o bicampeonato mundial, bem a frente dos outros. Com a altíssima nota de dificuldade de 7,700, ele somou incríveis 16,225, ficando a frente do japonês Kohei Uchimura com 15,725. Aliás, foi um “fraco” mundial pro Uchimura, com 1 ouro e 2 pratas, e apenas uma final por aparelho. Ele somou agora 16 medalhas em Mundiais!

O próximo mundial será em 2015, em Glasgow, e valerá como primeiro pré-olímpico.

Pódios

Salto masculino

Ouro – Se Gwang Ri (PRK) – 15,416

Prata – Igor Radivilov (UKR) – 15,333

Bronze – Jacob Dalton (USA) – 15,199

Barras Paralelas masculino

Ouro – Oleg Verniaiev (UKR) – 16,125

Prata – Danell Leyva (USA) – 15,933

Bronze – Ryohei kato (JPN) – 15,666

Barra Fixa masculino

Ouro – Epke Zonderland (NED) – 16,225

Prata – Kohei Uchimura (JPN) – 15,725

Bronze – Marijo Moznik (CRO) – 15,000

Trave feminina

Ouro – Simone Biles (USA) – 15,100

Prata – Yawen Bai (CHN) – 15,033

Bronze – Aliya Mustafina (RUS) – 14,166

Solo feminino

Ouro – Simone Biles (USA) – 15,333

Prata – Larisa Iordache (ROU) – 14,800

Bronze – Aliya ustafina (RUS) – 14,733

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s