4ª Semana de Mundiais – Sábado e Domingo

Vôlei

IMG_0020.JPG
Foi por pouco. Bem pouco, mas o tetra seguido não veio.
No sábado, o Brasil precisou passar pela sensação francesa. Grande surpresa desse Mundial, os franceses venceram o seu grupo na 1ª, na 2ª e na 3ª fases. Na semi, fez um duro jogo com o Brasil, mas perdeu por 3-2 (25-18 23-25 25-23 22-25 15-12) com destaque para os 22 pontos de Lucarelli. O Brasil chegava a mais uma final de Mundial, a 4ª seguida e iria pegar os donos da casa, a Polônia, que passou pela também surpresa Alemanha por 3-1.

IMG_0021.JPG
Chegada a grande final, o Brasil começou bem, vencendo o 1º set. por 25-18, mas quando o passe polonês começou a entrar, não deu. Eles veneram os 3 sets seguidos por 25-22 25-23 25-22 e conquistaram para delírio dos 12.528 torcedores presentes na Arena de Katowice o seu segundo título mundial, o primeiro desde 1974, no México.
Para uma paixão que ama o vôlei mais que o futebol, demorou muito! O bronze ficou com a Alemanha, que venceu 3-0 a França, primeira medalha alemã em mundiais desde 1970.

Pódio

Ouro – Polônia
Prata – Brasil
Bronze – Alemanha

Vela

IMG_0022.JPG
O Brasil deixou a desejar nesse Mundial de Vela. Pegou apenas duas Medal Races e ficou com apenas uma medalha. E que medalha!
Martine Grael e Kahena Kunze, ambas com 23 anos, são definitivamente os maiores nomes da classe 49erFX no mundo! Uma classe nova, elas entraram de cabeça nesta embarcação e os frutos vem a cada competição!
Prata no Mundial do ano passado, elas chegaram na regata final já com a mesma medalha garantida, dois pontos atrás de um barco dinamarquês. Bastavam chegar a frente das adversárias que o ouro seria brasileiro.

IMG_0023.JPG
As dinamarquês começaram melhor, mas na segunda boia, Martine e Kahena já estavam encostadas. E com um erro das líderes no final, as brasileiras passaram na frente e chegaram em 3º lugar, contra o 4º de Ida Nielsen/Marie Olsen. Ambas as duplas ficaram com 41 pontos, mas a vantagem foi brasileira e veio o ouro inédito! Martine e Kahena vem de famílias ligadas a vela e são treinadas por ninguém menos que Torben Grael, um dos maiores velejadores de todos os tempos.
Robert Scheidt, que chegou a liderar a competição, teve uma segunda metade bem ruim, sendo desclassificado da 5ª regata, além de um 20º e um 4º na Medal Race, que o deixaram em 5º no geral.
Nas outras classes, nenhum brasileiro pegou regata da medalha.
470 masculino
Ouro – Mathew Belcher/William Ryan (AUS) – 25,30
Prata – Sime Fantela/Igor Marenic (CRO) – 44
Bronze – Panagiotis Mantis/Pavlos Kagialis (GRE) – 47
470 feminino
Ouro – Lara Vadlau/Jolanta Ogar (AUT) – 34
Prata – Jo Aleh/Polly Powrie (NZL) – 45
Bronze – Hannah Mills/Saskia Clark (GBR) – 50
49er masculino
Ouro – Peter Burling/Blair Tuke (NZL) – 36
Prata – Jonas Warrer/Anderson Thomsen (DEN) – 82
Bronze – Nathan Outteridge/Iain Jensen (AUS) – 86
49erFX feminino
Ouro – Martine Grael/Kahena Kunze (BRA) – 41
Prata – Ida Marie Nielsen/Marie Olsen (DEN) – 41
Bronze – Giulia Conti/Francesca Clapcich (ITA) – 71
Finn masculino
Ouro – Giles Scott (GBR) – 18
Prata – Ivan Gaspic (CRO) – 32
Bronze – Edward Wright (GBR) – 50
Laser masculino
Ouro – Nicholas Heiner (NED) – 45
Prata – Tom Burton (AUS) – 51
Bronze – Nick Thompson (GBR) – 55
Laser Radial feminino
Ouro – Marit Bouwmeester (NED) – 33
Prata – Josefin Olsson (SWE) – 49
Bronze – Evi van Acker (BEL) – 56
Nacra 17 misto
Ouro – Billy Besson/Marie Riou (FRA) – 27
Prata – Santiago Lange/Cecilia Saroli (ARG) – 65
Bronze – Jason Waterhouse/Lisa Darmanin (AUS) – 66
RSX masculino
Ouro – Julien Bontemps (FRA) – 34
Prata – Przemyslaw Miarczynski (POL) – 55
Bronze – Thomas Goyard (FRA) – 60
RSX feminino
Ouro – Charline Picon (FRA) – 27
Prata – Marina Alabau (ESP) – 67
Bronze – Maayan Davidovich (ISR) – 67

Canoagem Slalom

IMG_0024.JPG
Nenhum brasileiro conseguiu pegar uma final individual. Pedro da Silva já tinha ficado fora na sexta no K1, que teve um pódio totalmente francês.
No sábado, Ana Satila perdeu uma porta na semi do C1 e ficou em 20ª no geral. No domingo, Ana fica fora por muito pouco! Terminou a semi do K1 em 11ª, a apenas 0.06 da vaga!! O maior destaque feminino foi Jessica Fox (AUS, foto), que conquistou o tri mundial no C1 e também levou o K1 pela primeira vez.

Pódios

K1 masculino individual
Ouro – Boris Neveu (FRA) – 101.61
Prata – Sebastien Combot (FRA) – 102,44
Bronze – Mathieu Bersinger (FRA) – 102,92
K1 masculino individual por equipe
Ouro – França – 112.79
Prata – República Checa – 115.11
Bronze – Grã-Bretanha – 123.24
C1 masculino individual
Ouro – Fabien Lefevre (USA) – 106.82
Prata – Benjamin Savsek (SLO) – 108,62
Bronze – Franz Antôn. (GER) – 110,30
C1 masculino individual
Ouro – Eslovaquia – 125.10
Prata – República Checa – 126,09
Bronze – Eslovénia – 127,84
C2 masculino por dupla
Ouro – Luka Bozic/Saso Taljat (SLO) – 118,43
Prata – Pierre Picco/Hugo Biso (FRA) – 119,60
Bronze – Ladislav Skantar/Peter Skantar (SVK) – 122,78
C2 masculino por equipe
Ouro – França – 140,96
Prata – Eslováquia – 143,13
Bronze – República Checa – 152,51
K1 feminino individual
Ouro – Jessica Fox (AUS) – 114.01
Prata – Fiona Pennie (GBR) – 114,97
Bronze – Melanie Pfeifer (GER) – 120,01
K1 feminino por equipe
Ouro – França – 132,47
Prata – Áustria – 139,46
Bronze – Eslováquia – 140,31
C1 feminino individual
Ouro – Jessica Fox (AUS) – 132,85
Prata – Mallory Franklin (GBR) – 138,78
Bronze – Oriane Rebours (FRA) – 139,62
C1 feminino por equipe
Ouro – República Checa – 170,22
Prata – Grã-Bretanha – 181,83
Bronze – França – 218,69

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s