Jogos Olímpicos da Juventude – Dia 7

Apenas uma prata no sábado dourado para a China.

Tênis

Orlando Luz foi o único medalhista brasileiro no sábado. Na final do torneio individual, não resistiu ao polonês Kamil Majchrzak e perdeu 6-4 7-5, terminando com a medalha de prata. 15º do ranking mundial juvenil, Majchrzak chegou às 4as de final do Australian Open e venceu o brasileiro, 3º do mundo no juvenil, em 1h30min.

Na final de duplas femininas, Anhelina Kalinina (UKR)/Iryna Shymanovich (BLR) venceram 6-4 6-4 as russas Daria Kasatkina e Anastasiya Komardina.

Atletismo

No primeiro dia de finais do atletismo, apenas um brasileiro em Finais A. Nos 400m masculino, Anderson Cerqueria ficou em 7º com 47.81. O vencedor foi o jamaicano Martin Manley com 46.31, seguido de Karabo Sibanda (BOT) com 46.76 e de Henri Delauze (BAH) com 46.91.

O destaque do dia foi o jamaicano Jaheel Hyde (foto). Campeão mundial menor nos 110m com barreiras e mundial juvenil nos 400m com barreiras, ele venceu novamente nos 110m, com o tempaço de 12.96, novo recorde mundial menor. Henrik Hannemann (GER) foi prata com 13.40 e Gyeongtae Kim (KOR) bronze com 13.43.

A China dominou o dia levando 4 ouros. Ma Zhenxia dominou a marcha 5.000m feminina com 22:22.08, seguida da mexicana Valeria Martinez com 23:19.27 e da italiana Noemi Stella com 23:38.10. No disco masculino, Cheng Yulong foi ouro com 64,14m. O alemão Clemens Prufer com 63,52m e o ucraniano Ruslan Valitov com 57,48m completaram o pódio. No disco feminino, Sun Kangping liderou com 52,79m, seguida da ucraniana Al’Ona Byelyakova com 51,64m e da alemã Lara Kempka com 50,70m. Fechando o dia dourado chinês, Liang Xiaojing venceu os 100m feminino com 11.65, num pódio meio fora do comum para a prova, com a cipriota Paraskevi Andreou na prata com 11.71 e a australiana Sam Geddes no bronze com 11.76. A mais rápida da qualificação e favorita, a polonesa Ewa Swoboda queimou a largada e foi desclassificada.

Dois países fizeram história e ouviram pela primeira vez o seu hino em uma competição olímpica. Martha Bissah levou o primeiro ouro de Gana, nos 800m feminino, com 2:04.90. Hawi Negeri (ETH) com 2:06.01 e Mareen Kalis (GER) com 2:06.03 completaram o pódio. Sydney Siame levou o primeiro ouro da Zâmbia e logo na prova mais rápida, os 100m. Ele venceu com 10.56, seguido de perto pelo japonês Kenta Oshima com 10.57 e do australiano Trae Williams com 10.60.

Nos 400m feminino, Jessica Thornton (AUS) venceu com 52.50, tempo que daria ouro no Mundial de Menores de 2013. Laura Valette (FRA) venceu os 100m com barreiras com 13.34. No salto em distância feminino, Yelyzmaveta Baby (UKR) levou com 6,26m. Angelica Moser (SUI) dominou o salto com vara com 4,36m, marca que também daria ouro no mundial de menores de 2013 com 11cm de folga. Ela tentou o 4,48m, que seria recorde mundial de menores, mas não conseguiu. Fechando o dia, Danil Lysenko (RUS) venceu o salto em altura com 2,20m, também marca para ouro em Mundial.

Os brasileiros disputaram finais B. Mirna da Silva foi 4ª nos 100m com 12.12. Ana Karolyne Silva 3ª nos 800m com 2:11.27. Danilo Cardoso 2º no salto em altura com 2,05m, recorde pessoal. Thais Gomes ficou sem marca no salto com vara, queimando as três em 3,20m. Maycon Bonadeo 3º no disco com 54,15m. Elen Vasconcelos 2ª no salto em distância com 5,60m. Vitor Venâncio 2º nos 110m com barreiras com 13.81 e Paolla Luchin venceu a Final C dos 100m com barreiras com 14.16.

Ginástica Artística

No primeiro dia de finais por aparelhos, um dia dourado para a Rússia, que venceu 3 das 5 finais.

No cavalo com alças, Nikita Nagornyy (foto, no pódio das argolas) fez 13,966 e foi ouro, com Vladyslav Hryko (UKR) colado com 13,933 e Timur Kadirov (UZB) com 13,800. Nagornyy ainda levou ouro nas argolas com 14,000, na frente do chinês Ma Yue com 13,866 e novamente do ucraniano com 13,533. Nas barras assimétricas, a russa Seda Tutkhalyan venceu com 13,575, seguida da italiana Iosra Abdelaziz com 13,366 e da chinesa Wang Yan com 13,066.

No salto feminino, Wang Yan tirou 14,783, seguida da britânica Elissa Downie com 14,566 e da japonesa Sae Miyakawa também com 14,566, mas bronze por conta dos critérios de desempate. Fechando o dia, o campeão do individual geral, o britânico Giarnni Regini-Moran levou o solo com 14,766, bem a frente do japonês Kenya Yuasa com 14,133 e do coreano Lim Myongwoo com 13,766.

Outras Finais

Na primeira final dos saltos ornamentais, deu, como esperado, China. Wu Shengping foi muito superiora às outras, com 526,20. A prata ficou com Chiayi Loh, da Malásia, com 450,65. Ingrid de Oliveira ficou com a 5ª posição, com 399,60.

No pentatlo moderno feminino, o ouro ficou com a chinesa Zhong Xiuting (foto) com 1.054 pontos, chegando 10s na frente da britânica Francesca Summers.

Mais um ouro chinês no dia. Foi na final por equipes do tênis de mesa. Na decisão, vitória de 2-0 sobre o Japão. O bronze ficou com a dupla de Hong Kong.

Na última categoria do levantamento de peso, o acima de 85kg masculino, ouro para Simon Martirosyan (ARM) com 391kg, muito a frente dos outros. A prata foi para o sérvio Tamas Kajdoci com 336kg.

Outros Esportes

Foi um dia bom para o basquete 3×3 brasileiro. No masculino, vitórias de 9-8 na Nova Zelândia e de 19-4 na Guatemala. No feminino, 20-9 na Eslovênia.

Na primeira rodada individual do tiro com arco, Marcus Vinícius D’Almeida venceu tranquilo filipino Luis Gabriel Moreno por 6-0 com séries quase perfeitas: 29-22, 30-26, 28-27. No feminino, Ana Machado também venceu, mas por 7-3 a finlandesa Mirjam Tuokkola.

Miriam Barbosa disputou as eliminatórias e as primeiras fase da canoagem, tanto no K1 como no C1. No C1, ela foi 9ª na qualificação, e 6ª na repescagem, não avançando. No K1, foi 11ª nas eliminatórias, aí venceu a repescagem. Nas 8as, fez o 8º tempo e avançou às 4as, onde perdeu para Camila Rey (ESP) por pouco mais de 6s.

No hipismo, Bianca Rodrigues não se deu bem mesmo com o cavalo. Na primeira rodada individual, foi novamente eliminada, como ocorreu na primeira fase da prova por equipe.

Nas semifinais do futebol feminino, Venezuela vence México nos pênaltis por 4-3 após 1-1 no tempo normal. Na outra, após empate em 0-0, a China venceu por 4-2 nos pênaltis a Eslováquia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s