Jogos Olímpicos da Juventude – Dia 2

E já veio o primeiro ouro brasileiro! Um jogo histórico no badminton e bons resultados na vela, tênis de mesaremo, natação e mais.

Judô

Bronze no Mundial Sub18 ano passado, Layana Colman conquistou o primeiro ouro brasileiro em Nanjing. Na primeira luta da categoria 52kg, venceu guatemalteca por yuko. Nas quartas, passou por sueca com wazaari e na semifinal só avançou num empate em 0-0 porque a georgiana vice-campeã mundial juvenil levou dois shidos. Na final, ela foi muito superiora à búlgara Betina Temelkova, aplicando uma imobilização de braço com 1min22s de luta. Bela campanha da brasileira e mais uma medalha olímpica do nosso judô a alguns dias antes do Mundial adulto.

José Basile não chegou às finais dos 81kg. Lutando uma categoria acima da sua (ele é dos 73kg), Basile venceu na estreia Nicolas Grinda (MON) por ippon, após levar um wazari no começo. Nas 8as, caiu para o russo Mikhail Igolnikov, com 2 yukos e um ippon. O brasileiro foi para a repescagem contra Salim Farukhi (TJK). O brasileiro fez um wazari, mas tomou um ippon logo depois. O ouro ficou com o russo Igolnikov, que venceu na final o georgiano Tamazi Kirakozashvili.

Na outra categoria do dia, os 63kg feminino, vitória da húngara Szabina Gercsak com ippon sobre a romena Stefania Dobre.

Natação

Apesar da presença em 3 finais, os brasileiros não levaram nenhum medalha.

O primeiro a disputar foi Luiz Altamir Melo, nos 200m livre. Com 1:50.51, ficou com a 7ª posição e o ouro foi para o italiano Nicolangelo di Fabio com 1:48.45. Completaram o pódio o holandês Kyle Stolk (1:48.59) e o alemão Damian Wierling (1:48.91). Nos 100m peito, Andreas Mickosz não fez uma boa prova e terminou na 8ª posição com 1:02.82. O título ficou com o russo Anton Chupkov com 1:01.29, seguido do alemão Maximilian Pilger (1:01.51) e do venezuelano Carlos Claverie (1:01.56). A última final com brasileiros foi a dos 100m costas feminino. Natália de Luccas chegou muito bem e brigou pelo pódio do início ao fim, mas deixou escapar no finalzinho numa grande final. Ela ficou em 4º com 1:01.39, recorde pessoal. O pódio foi na batida e por pouco não houve empate. A americana Clara Smiddy venceu com 1:01.22, seguida da britânica Jessica Fullalova com 1:01.23 e da neozelandesa Bobbi Gichard com 1:01.25!

Mais 5 finais agitaram a piscina. A estrela dos Jogos, a lituana Ruta Meilutyte (foto) venceu muito fácil os 50m peito com 30.14, bem a frente da alemã Julia Willers com 31.78. Nos 200m borboleta feminino, a húngara Liliana Szilagyi foi ouro com 2:06.59, 3ª melhor marca do mundo no ano, a frente de chinesa e australiana. Os 100m costas masculino viu um raro empate pelo ouro com o russo Evgeny Roylov e o italiano Simone Sabbioni com 54.24. Nos 200m medley masculino, mais uma medalha de ouro húngara com 2:01.08 para Benjamin Gratz. Fechando o dia, o revezamento 4x100m medley feminino, com mais um ouro para a China com 4:03.58, seguida de Grã-Bretanha e Austrália.

Raquetes

Ygor Coelho quase fez história no badminton. Pela fase de grupos, enfetou o chinês Lin Guipu, campeão mundial juvenil este ano e 2º do ranking mundial. Com um jogo muito agressivo, o brasileiro abriu 11-5, mas levou a virada no 1º set e perdeu com um disputado 21-19. No segundo, o chinês comeõu melhor e abriu boa vantagem, mas o brasileiro jogou muito e buscou o set, mas cometeu muitos erros e perdeu por 21-17. Belíssima performance dele. A pena é que apenas o campeão do grupo avança de fase. Uma pena. Nas duplas mistas, Ygor e a ucraniana Vladyslava Lisna venceram coreana e egípcia por 21-16 21-15 e ainda tem chances de avançar.

No tênis de mesa, Hugo Calderano quase deu um susto. Fechando a primeira fase, venceu tranquilo o australiano Dominic Huang por 3-0. Mas nas 8as, fez um jogo muito disputado com o tailandês Padasak Tanviriyavechakul por 4-3 (11-8, 6-11, 11-3, 13-11, 10-12, 9-11, 12-10) e está nas 4as de final.

No tênis, os cabeçcas de chave 2 Orlando Luz e Marcelo Zormann venceram na estreia de duplas 6-4 1-6 10-7 os australianos Harry Bourchier e Marc Polmans e estão nas 4as. Já Luisa Stefani perdeu na estreia do torneio de simples 7-5 6-2 para a coreana Kim Dabin.

Outras Finais

Na esgrima, as disputas das espadas. No feminino, a coreana Lee Sinhee venceu 15-13 a italiana Eleonora de Marchi e bronze para a Suécia. Na prova masculina, ouro para o húngaro Patrik Esztergalyos com 15-8 na final sobre o sueco Linus Flygare. Bronze foi para a Rússia.

No tiro, o ucraniano Pavlo Korostylov (foto) dominou a final da pistola de ar 10m masculina, vencendo com uma boa vantagem o coreano Kim Cheongyong com 203,4 a 199,8. Bronze para o francês Edouard Dortomb.

No taekwondo, dois ouros para Taiwan. No 49kg feminino, Huai-Hsuan Huang venceu 12-5 a belga Indra Craen e nos 55kg masculino, Yu-Jen Huang venceu 7-2 o coreano Joo Donghun.

No triatlo, já está virando rotina ver britânicos vencendo. Numa chegada definida apenas no photo finish, Ben Dukstra (GBR) venceu por centímetros o neozelandês Danielo Hoy. Bronze para Emil Hansen (DEN), que chegou 6s depois.

Fechando as finais, ouros asiáticos no levantamento de peso. Nos 53kg feminino, a tailandesa Rattanaphon Pakkaratha venceu com 190kg no total e nos 62kg masculino, vitória do norte-coreano Pak Jongju com 263kg no total.

Outros Esportes

Uncas Batista venceu a sua repescagem no single skiff com 2s de vantagem sobre argentino e avançou para as semifinais A/B do remo. Na prova feminina, Sophia Py foi apenas a 4ª na sua repescagem e vai para as semifinais C/D, fora das medalhas.

No início das competições de vela, Pedro Correa começou bem na Byte CII masculina, vencedo uma regata e chegando em 4º na outra e lidera a competição. Na mesma classe feminina, Natascha Boddener foi 18ª em uma e 10ª na outra. Na Techno 293 masculina, Daniel Pereira obteve um 2º lugar, um 14º e um 11º e é o 10º no geral.

Flávia Saraiva foi muito bem na qualificação da ginástica artística. Com 52.750 ficou em 6º lugar no geral e briga por medalha. Por aparelho, tirou a melhor nota no solo com 13,650 e foi a 5ª na trave com 13.200. Por muito pouco não pegou a final das barras assimétricas. Ficou em 9ª com 12,150, empatada com a mexicana, mas perdeu nos critérios de desempate.

No vôlei de praia, Duda/Paty venceram checas por 21-19 21-8 e seguem invictas com 2 vitórias. No masculino, os campeões mundiais sub19 George/Arthur perderam para alemães 24-26 22-20 15-12 em jogo muito disputado, mas devem avançar de fase tranquilamente.

Após uma péssima participação no ciclismo no dia anterior, Ana Paula Casetta foi 14ª no contra relógio e somou os primeiros pontos para o Brasil na prova por equipe, que agora é 21º com 3 pontos. No masculino, André Gohr foi o 6º e, com isso, Brasil é 10º no masculino com 30 pontos. Amanhã é o BMX.

Na estreia do basquete 3×3, um péssimo dia. No masculino, duas derrotas, de 16-10 para a Argentina e 14-13 para a Tunísia. No feminino, as meninas foram completamente dominadas pela Estônia, perdendo por 15-2.

O que vem por aí

Nesta terça-feira, serão 14 finais: na ginástica, o individual geral masculino; na esgrima, o florete masculino e o sabre feminino; duas categorias no judô; no tiro, o rifle de ar 10m feminino; na natação, 200m costas feminino, 100m borboleta masculino, 100m livre feminino e 4x100m livre masculino; duas categroias no taekwondo; e duas finais do levantamento de peso.

O Brasil segue as disputas no basquete 3×3, badminton, vôlei de praia, ciclismo, remo, vela, tênis e tênis de mesa, além de estrar no hipismo. Amanhã também começam as disputas do golfe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s