Brasil no Rio-2016: Faltam 2 anos!

Nesta terça-feira, dia 5, começa a contagem regressiva de 2 anos para os Jogos do Rio-2016! A cerimônia de abertura está marcada para o dia 5 de agosto de 2016 no Maracanã, mas nos dias 3 e 4 teremos jogos preliminares de futebol.

 

Como país sede, o Brasil já tem garantido vagas em praticamente todos os esportes e, com isso, terá uma das maiores delegações dos jogos e a maior de sua história (o recorde brasileiro é de Pequim-2008 com 277 atletas em 25 esportes). Segue o que já temos e o que eu acho que o Brasil terá.

Atletismo – A qualificação será exclusivamente por índice, que ainda não foram divulgados pela IAAF. Para não mandar apenas uma delegação para fazer número, a CBAt deve pedir índices mais fortes, buscando vagas em finais e semifinais. Como explicado neste post do ano passado, a CBAt deve exigir apenas o índice A e que o atleta esteja entre os Top 30 do ranking olímpico (com no máximo 3 por país). Garantidos: 0 / Expectativa: 40 (na média dos dois últimos jogos)

Badminton – A qualificação será basicamente pelo ranking mundial de simples, duplas e duplas mistas. Nos torneios de duplas, serão apenas 16 duplas, com o mínimo de 1 por continente. Como sede, o Brasil tem direito a uma vaga no individual masculino e uma no feminino para o melhor ranqueado do país. Dificilmente garantirá mais alguma vaga. Garantidos: 2 / Expectativa: 2

Basquete – Apesar de nos critérios mostrar vaga nos dois gêneros para o Brasil, a FIBA ainda vai decidir se o país terá direito mesmo da vaga até o final do ano. No masculino, o Brasil foi convidado para disputar o Mundial. Uma boa participação sela a vaga olímpica, o que acho bem provável. No feminino, o Brasil se classificou por méritos próprios, mas não deve ir muito bem no Mundial. Mesmo assim, pelo histórico, acredito que levem a vaga. Garantidos: 0 / Expectativa: 24

Boxe – Os critérios do boxe estão mais complicados que nunca. Tem vaga pelo Mundial de 2015, pelos torneio continentais, pelo pré-olímpico mundial, além dos rankings da WSB e da APB, além de alguns convites. Como sede, o Brasil tem direito a 5 vagas no masculino e apenas 1 no feminino, e pode escolher qualquer categoria, menos o 91kg e o +91kg no masculino. As escolas devem ser feitas logo após o Mundial (2015 no masc e 2016 no fem). Se alguém for bem no Mundial, o Brasil pode escolher outras categorias e garantir mais atletas. Garantidos: 6 / Expectativa: 8

Canoagem Slalom – Classificação será pelo Mundial de 2015 em Londres, além dos pré-olímpicos continentais. Houve uma mudança em relação aos Jogos de Londres. Agora, cada país só pode enviar um barco por prova. O Brasil já tem garantida a quota máxima, com 4 homens e 1 mulher, ou seja, terá barcos me todas as provas. Garantidos: 5 / Expectativa: 5

Canoagem Velocidade – O Mundial de 2015 dará 171 das 246 vagas. Depois, os pré-olímpicos continentais darão o resto. Como sede, o Brasil tem garantido 2 homens (nas provas de K-1 1.000m e C-1 1.000m) e 1 mulher (no K-1 500m), caso não ganhe nenhuma vaga nas categorias respectiva (canoa masc, caiaque masc e caiaque fem). A canoa brasileira está muito bem e deve conseguir mais 3 vagas. Garantidos: 3 / Expectativa: 6

Ciclismo BMX – O ranking olímpico por países definirá quase todas as vagas. Das 32 masculinas, 28 pelo ranking e das 16 femininas, 13 pelo ranking. O Mundial de 2016 dará mais 3 vagas o masculino e 2 no feminino. O Brasil como sede tem direito a um homem e uma mulher. Pelo ranking atual, o Brasil levaria mais um homem. Garantidos: 2 / Expectativa: 3

Ciclismo Mountain Bike – Como acima, o ranking olímpico por países também dará a grande maioria das vagas. Os ranking continentais darão mais 2 vagas por continente no masculino e 1 no feminino (excluindo a Europa). Como sede, o Brasil tem 1 vaga no masculino e 1 no feminino. O Brasil está lá embaixo nos rankings, então nada deve mudar. Garantidos: 2 / Expectativa: 2

Ciclismo Estrada – Também será o ranking mundial a principal forma de classificação. O UCI WorldTour dará vagas para 15 nações e os tours continentais para mais 30 no masculino. No feminino, sá há o ranking mundial, que premiará 22 países com vagas. As vagas para os contra relógios também serão pelos rankings. Os 10 melhores nos contra relógios do mundial de 2015 já garantirão vagas, 1 por país. Como sede, o Brasil tem garantido 2 vagas no masculino e 2 no feminino, apenas para a prova de estrada. Pelo ranking atual, seriam essas mesmas vagas, mas o Brasil colocaria atletas nos dois contra relógios. Garantidos: 4 / Expectativas: 5

Ciclismo Pista – Será a maior dificuldade para o Brasil, já que o país sede não terá nenhuma vaga garantida. Todas as vagas (99 no masc e 90 no fem) serão pelo ranking mundial. Hoje  Brasil teria uma vaga no sprint masculino e no keirin masculino, amabas com o Flávio Cipriano. No feminino, o Brasil teria vaga, mas perderia pelo limite de vagas por continente. Garantidos: 0 / Expectativa: 1

Esgrima – Para as provas por equipe, as vagas serão pelo ranking mundial, com os 4 melhores do ranking e os melhores por continente seguintes. Nas provas individuais, além do ranking, também haverá vagas pelos torneios continentais. Nas provas individuais que terão disputa por equipem, apenas 1 vaga por continente. Nas outras (sabre masc e florete fem), há mais, sendo 2 para as Américas. O Brasil tem 8 vagas a escolher as provas. Muito provavelmente o Brasil enviará o florete por equipe masculino e a espada feminina por equipe e mais dois individuais. Hoje, pelo ranking, Renzo Agresta estaria garantido. Garantidos: 8 / Expectativa: 10

Futebol – A classificação será por continente e haverá play-offs no masculino (entre CONCACAF e América do Sul) pela última vaga. Como sede, o Brasil tem garantido as duas equipes. Garantidos: 36 / Expectatova: 36

Ginástica Artística – O Mundial de 2015 classificará as 8 melhores equipes do mundo por gênero. O evento teste, que será no Rio em 2016, classificará mais 4 equipes por gênero. Os medalhistas por aparelho no Mundial garantem uma vaga para eles mesmos, e não pro país. As vagas restantes serão dadas nas provas de individual geral no evento teste. Se algum atleta for medalhista por aparelho, o país pode ter mais vagas que o limite de 5 por gênero. O Brasil tem direito a 1 homem e 1 mulher, mas deve levar as duas equipes. Garantidos: 2 / Expectativas: 11

Ginástica Rítmica – Na prova individual, 15 vagas pelo Mundial de 2015, mais 6 pelo evento teste e 3 por continente, para completar. Nos grupos, 10 pelo Mundial e 3 pelo evento teste. O Brasil já tem direito de levar o grupo e uma atleta no individual, desde que participe do Mundial. Garantidos: 6 / Expectativa: 6

Ginástica de Trampolim – Assim como na artística e na rítmica, serão vagas pelo Mundial e pelo Evento Teste. O Brasil tem garantida uma vaga, ou no masculino ou no feminino. Dificilmente alguém se classificará. Garantidos: 1 / Expectativa: 1

Golfe – Na volta do golfe ao programa olímpico, a classificação será exclusivamente pelo ranking olímpico. Serão 59 vagas pelo ranking e mais 1 pro Brasil por gênero (se não estiver entre os 59 primeiros). Pelo ranking atual, o Brasil não teria mais vagas. Garantidos: 2 / Expectativa: 2

Handebol – Como na maioria dos esportes coletivos, o Brasil tem garantido vaga nos dois torneios. As outras vagas sairão do campeão mundial de 2015, 4 campeões continentais e mais 6 vagas dos 3 torneios pré-olímpicos, no masculino e no feminino. Garantidos: 28 / Expectativa: 28

Hipismo – As primeiras vagas nos saltos, adestramento e concurso completo já saem em setembro, após os Jogos Equestres Mundiais. Campeonato Europeu, Jogos Pan-Americanos e outros eventos continentais, além dos ranking por disciplina também classificam. Como sede, o Brasil tem direito a 1 equipe de cada, totalizando 12 conjuntos. Garantidos: 12 / Expectativa: 12

Hóquei na Grama – Dificilmente o Brasil fará sua estreia olímpica na modalidade. Serão 5 vagas por continente e mais 6 obtidas pela Liga Mundial. O Brasil tem vagas no masculino e no feminino se, e somente se, atngir os requisitos mínimos. No feminino, deveria ser Top 40 no ranking do final deste ano ou pelo menos 7º no Pan de 2015. Como não se classificou pro Pan e não conseguirá subir no ranking, não tem mais chances. Detalhe: o Brasil está em 41º… No masc, é necessário um Top 30 ou o 6º lugar no Pan. O Brasil não estará em Toronto, mas pode chegar a esse ranking ainda, pois tem a Liga Mundial esse ano, precisando ir bem. Garantidos: 0 / Expectativa: 0

Judô – 154 vagas no masculino e 98 no feminino virão pelo ranking mundial, sendo os 22 melhores de cada categoria no masculino e 14 no feminino, 1 por país. Ainda teremos 100 vagas adicionais pelos rankings continentais, além de 20 convites. Como sede, o Brasil já tem a quota máxima, com 7 homens e 7 mulheres. Mesmo se não tivesse, pegaria as 14 vagas. Garantidos: 14 / Expectativa: 14

Levantamento de Peso – Boa parte das vagas serão pelo ranking combinado dos Mundiais de 2014 e de 2015 (24 países no masculino e 21 no feminino). Os torneios continentais também darão vagas. Nas Américas, 7 países no masculino e 4 no feminino. Mais 15 vagas virão dos ranking individuais para quem for top 10 em sua categoria. O Brasil só pode se classificar pelos Mundiais. Se não conseguir, tem direito a 3 homens e 2 mulheres. Garantidos: 5 / Expectativa: 5

Lutas – Houve uma mudança nos pesos, aumento em 2 categorias no feminino e diminuindo 1 na luta livre e 1 na greco-romana no masculino. Os 6 primeiros de cada classe no Mundial de 2015 se garante no Rio. Serão ainda mais 36 vagas continentais para cada continente (África e Oceania são 1 só). Serão ainda mais 2 pré-olímpicos mundiais em 2016. Se não conseguir nenhuma vaga nestes torneios, o Brasil tem garantido 4 atletas, podendo distribuí-los como quiser. Garantidos: 4 / Expectativa: 4

Maratona Aquática – Serão apenas 25 vagas por gênero, como em Londres. Os 10 melhores da prova de 10km no Mundial de Kazan-2015 se garantem. As outras vagas virão do Pré-Olímpico Mundial em 2016, apenas para países que não se classificaram pelo mundial, 1 vaga por país. Para garantir a equipe completa, o Brasil precisa colocar 2 top 10 no Mundial, para não acontecer o que aconteceu há 4 anos, quando a Ana Marcela ficou de fora. Se não classificar, temos 1 vaga por gênero garantida. Garantidos: 2 / Expectativa: 4

Nado Sincronizado – Na prova por equipe, 5 vagas por continente, sendo que a das Américas já é do Brasil, e mais 3 pelo pré-olímpico mundial. Para os duetos, serão os mesmos países da prova por equipe, os 5 campeões continentais e mais 11 pelo pré-olímpico. Garantidos: 9 / Expectativa: 9

Natação – Assim como no atletismo, o critério é a obtenção dos índices olímpicos, que saem em dezembro. A CBDA deve pedir apenas índice A ou melhor, como tem feito ultimamente. Nos revezamentos, vagas para os 12 primeiros no Mundial de Kazan-2015 e para os 4 melhores tempos do período de classificação, como tem acontecido nas últimas edições. Pela média das últimas Olimpíadas e Mundiais, o Brasil deve levar uns 20-25 nadadores, com 3-4 revezamentos. Garantidos: 0 / Expectativa: 23

Pentatlo Moderno – Será uma vaga pela final da Copa do Mundo de 2015, 20 vagas pelos continentais (5 para a América nos Jogos Pan Americanos), 3 no Mundial de 2015, 3 no Mundial de 2016 e 6 pelo ranking mundial. Brasil já tem garantido 1 vaga por gênero. O mais provável é que consiga mais uma vaga no feminino. Garantidos: 2 / Expectativa: 3

Pólo Aquático – No masculino, se garante o campeão da Liga Mundial de 2015, 2 do Mundial de Kazan-2015, 5 campeões continentais, o país-sede e 3 pelo pré-olímpico. No feminino, 5 vagas por continente (sendo que o Brasil leva a vaga americana) e 3 pelo pré-olímpico. Brasil já garantido nas duas disputas, ó que é inédito pro pólo feminino. Garantidos: 26 / Expectativa: 26

Remo – Das 550 vagas no remo (muito, não?), 380 seaem do Mundial de 2015. As regatas continentais darão vagas apenas nos single skiffs e double skiff peso leve, no masc e no fem e a regata mundial final dará mais vagas nas outras categorias. Se não conseguir nada, o Brasil se garante apenas nos single skiffs. A perspectiva é a mesma das últimas edições olímpicas, se classificando apenas nos single skiffs e nos double skiffs leves, ou seja, evolução zero. Garantidos: 2 / Expectativa: 6

Rugby – Nos dois torneios, 4 vagas sairão do ciruicto mundial de Sevens, 6 por continente (América do Norte/Caribe e América do Sul são separados) e 1 do pré-olímpico mundial. O Brasil já te vagas garantidas nos dois torneios. Garantidos: 24 / Expectativa: 24

Saltos Ornamentais – Nos saltos sincronizados, os medalhistas de Kazan-2015 e os 4 melhores da Copa do Mundo de 2016 se garantem. O Brasil terá uma vaga em cada prova. Nos saltos individuais, os 12 finalistas de Kazan, os 5 campeões continentais e os 18 semifinalistas da Copa do Mundo levam a vaga. O Brasil deve conseguir mais uma vaga no individual. Garantidos: 8 / Expectativa: 9

Taekwondo – Houve uma mudança significativa na qualificação em relaçaõ a Londres. Até 2012, cada país só podia levar 2 homens e 2 mulheres no máximo. Agora, pode leva 4 e 4, mas só pelo ranking. Os 6 melhores do ranking de cada categoria no fim de 2015 se garantem. Nos torneios continentais, são duas vagas por categoria por continente (Oceania apenas 1). O Brasil tem 2 homens e 2 mulheres classificados e só consegue enviar mais se tiver mais que 4 entre os primeiros do ranking. Garantidos: 4 / Expectativa: 4

Tênis – 56 vagas no individual saem do ranking, a ITF escolherá mais 6 e serão 2 convites por gênero.Nas duplas masculinas e femininas, serão 32 duplas e nas mistas mais 16. O Brasil tem garantida a participação em todas as categorias. Garantidos: 6 / Expectativa: 7

Tênis de Mesa – 40 vagas sairão dos torneios continentais, sendo 6 para a América Latina, e 22 sairão do ranking mundial. Por equipe, os melhores por continente no ranking se garantem, além dos 9 melhores do ranking mundial. O Brasil tem garantido uma equipe masculina e uma feminina, mas só 1 atleta pode disputar no individual. Se garantir mais vagas pode ter 2 nas provas individual. Garantidos: 6 / Expectativa: 6

Tiro – São muitos torneios classificatórios. O primeiro, que dará 64 vagas é o Mundial de Tiro este ano na Espanha. Em 2015, são 10 vagas pro Mundial de Tiro ao Prato, 24 vagas nas 3 copas do mundo de rifle/pistola, 10 nas 3 etapas da copa do mundo de tiro ao prato e 34 na de rifle/pistola/tiro ao prato. Nos torneios continentais, são 15 para a África, 31 para as Américas, 35 para a Ásia, 48 para a Europa e 18 para a Oceania. Serão ainda 24 convites. O Brasil tem vagas em 9 provas. No masculino: rifle deitado 50m, pistola de fogo rápido 25m, pistola de ar 10m, fossa olímpica e skeet. No feminino: rifle de ar 10m, pistola de ar 10m, fossa olímpica e skeet. Garantidos: 9 / Expectativa: 12

Tiro com Arco – 8 vagas por equipe sairão do Mundial de 2015 e mais 3 do pré-olímpico mundial final. Além dessas vagas, serão mais 8 individuais no Mundial, 14 pros continentes (2 para a Oceania e 3 pros outros) e mais 3 pelo pré-olímpico mundial. Como sede, o Brasil já está garantido com equipe completa de 6 arqueiros, desde que mande equipe completa para o Mundial de 2015. Garantidos: 6 / Expectativa: 6

Triatlo – São 5 vagas para os campeões continentais, 3 para o pré-olímpico mundial de 2015, 39 pelo ranking olímpico e mais 5 pelo ranking mundial, além de 2 convites. Como sede, o Brasil tem garantido 1 triatleta por gênero. Garantidos: 2 / Expectativa: 3

Vela – Dos 274 barcos que estarão presentes na Marina da Glória, 138 sairão do Mundial de Vela na Espanha em setembro, 47dos mundiais de classe de 2015 e, a novidade, 75 dos campeonatos continentais, além de 4 convites (2 na Laser masc e 2 na Laser Radila fem). Como sede, o Brasil já tem vaga em todas as classes. Garantidos: 15 / Expectativa: 15

Vôlei – Como o Brasil é favorito nas duas categorias, desta vez a Copa do Mundo de 2015 só dará 2 vagas. Os 5 campeões continentais também se garantem além e 4 vagas pelos torneios pré-olímpicos mundiais. Brasil, logicamente, já tem vaga certa. Garantidos: 24 / Expectativa: 24

Vôlei de Praia – A dupla campeã mundial em 2015 tem vaga garantida. Além disso, serão 15 pelo ranking olímpico, 5 pros campeões da Copa Continental (1 por continente) e mais 2 pela final da Copa Continental em 2016. O Brasil já tem uma dupla por gênero garantida e tem o direito de disputar todos os outros torneios para garantir a segunda vaga. Garantidos: 4 / Expectativa: 8

 

Sendo assim, o Brasil já tem garantidas 291 vagas, sendo 131 homens, 135 mulheres, 12 em provas mistas (hipismo) e 13 indefinidas (esgrima, ginástica trampolim e lutas). Pelos meus palpites, o Brasil terá 414 vagas, sendo 223 homens e 191 mulheres. No fim de agosto devem sair os primeiros classificados no hipismo, com os Jogos Equestres na Espanha.

Anúncios

Um pensamento sobre “Brasil no Rio-2016: Faltam 2 anos!

  1. Pingback: E escapou no último tiro a 1ª vaga olímpica! | Os Olímpicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s