Resumo do fim de semana

Vôlei

Pra quem imaginava que o Brasil nem passaria para a fase final, o vice campeonato na Liga Mundial foi um ótimo resultado. No Grupo I, o Brasil começou vencendo os temidos russos por 3-1, a primeira vitória brasileira sobre eles em 2 anos. Depois, uma derrota muito estranha para o Irã por 3-1, o que eliminou os russos das semifinais.

Na semifinal, o Brasil deu uma aula sobre os donos da casa, a Itália. Com um 3-0 que começou com um arrasador 25-11 no 1º set, o Brasil chegou a final, a 14ª na história. Na final no domingo, os Estados Unidos foram implacáveis e venceram os brasileiros por 3-1. Foi o segundo título dos americanos na Liga Mundial. O Brasil ainda colocou 3 jogadores entre os melhores da Liga, com Lucarelli como melhor ponteiro, Lucão como melhor bloqueador e Wallace o melhor oposto.

Interessante que o Brasil chegou a medalha de prata com apenas 50% de aproveitamento no torneio, com 8 vitórias e 8 derrotas.

Vôlei de Praia

Quem diria! Fernanda Berti saiu das quadras e, quase sem experiência na areia, conquistou o título do Grand Slam de Haia, na Holanda! A CBV aposto em Fernanda, a escalou para a equipe principal e deu certo. Inicialmente jogando com Elize Maia, chegou a vencer algumas medalhas no fraco circuito sul-americano. Aí, quando Larissa decidiu voltar a jogar e fez parceria com Talita, Taiana ficou sem parceira. E entrou Fernanda na história.

Em apenas sua segunda competição juntas, venceram na final as alemãs Holtwick/Semmler por 2-1 (21-16 16-21 15-12). Foi apenas o segundo titulo no ano de uma dupla brasileira. Na disputa do bronze, Maria Elisa/Juliana venceram as checas Kolocova/Slukova por 21-13 21-14.

J;á no masculino, o incômodo jejum continua. Já foram 9 torneios no ano (6 Grand Slams e 3 Abertos) e nada de título brasileiro. Em Haia, Emanuel/Pedro Solberg venceram na disputa de bronze Alison/Bruno Schmidt 12-21 21-16 15-11. O título ficou com os poloneses Fijalek/Prudel.

Saltos Ornamentais

Na principal competição do ano, a Copa do Mundo em Xangai, a China fez uma participação impecável. Com 9 provas em disputa, levou os 9 ouros e mais 4 pratas nas provas individuais. Com a “velha” geração dos saltos brasileiros na disputa, os resultados foram bem aquém do esperado. Na prova por equipe mista, uma novidade, Juliana Veloso e Hugo Parisi ficaram em 11º e último com 255,80, atrás até mesmo do Egito.

Hugo Parisi foi o único a avançar de fase, chegando a semifinal da plataforma 10m, e terminou em 13º com 408,75, a uma posição da final. Nos trampolins, Juliana ficou em 31ª entre 34 com 230,05 e César Castro foi o 20º com 402,35.

Outros Esportes

Fabiana Murer segue em ótima fase na Europa. Na etapa de Monaco da Diamond League na sexta-feira, ela venceu com 4,76m e abriu quatro pontos de vantagem na corrida pelo diamante. No domingo, em Londres, na comemoração de 2 anos dos Jogos Olímpicos em um espaço montado na Horse Guards Parade (onde foi realizado o vôlei de praia), Fabiana venceu com 4,65m, novamente a frente da americana Jenn Suhr.

– Os brasileiros voltaram sem medalhas no Mundial Juvenil/Sub23 de canoagem de velocidade. O melhor resultado foi o 6º lugar de Andrea Santos Oliveira no C1 200m Sub-23. A única outra final A foi no C2 200m Sub23, com Andrea e Caroline Longo, com o 9º lugar. O melhor resultado em prova olímpica foi no C1 200m Junior, com o 3º lugar na Final B de Dalvan de Oliveira.

Yane Marques (foto) venceu o campeonato Pan Americano de pentatlo moderno no México com 1357 pontos, apenas 5 pontos (ou 5s) na frente da canadense Melanie McCann. No masculino, nenhum brasileiro entre os top 8. A competição valia vagas extras para os Jogos Pan-Americanos, e o Brasil conseguiu uma no masculino e uma no feminino.

– Também no México, o Festival Pan-Americano de Remo deu vagas no esporte para os Jogos Pan-Americanos. O Brasil conseguiu apenas 2 medalhas, ouro no double skiff peso leve feminino e bronze no double skiff, ambas guarnições com Fabiana Beltrame e Beatriz Cardoso. O Brasil levou vagas em 10 provas (single skiff, single skiff leve, double skiff, double skiff leve no feminino, single skiff, double skiff, double skiff leve, dois sem, quatro sem e oito com no masculino) e não disputará 4 provas em Toronto.

– No Mundial da Juventude de Vela em Portugal, o Brasil esteve presente em todas as 8 categorias, mas conquistou apenas uma medalha, o bronze na classe SL16 com Kim Vidal e Antonio Lopes. Martin Lowy ficou em 4º na laser radial masculino.

Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya ficaram com o vice no ATP500 de Hamburgo, perdendo por 64 75 para o croata Marin Draganja e o romeno Florin Mergea. Foi a 6ª final de Bruno e Peya no ano, mas eles só conquistaram um título, no torneio de Queen’s em junho.

– No Mundial Cadete de Lutas, os 4 brasileiros perderam na estreia. Juliana Rodrigues perdeu para americana na categoria 46kg e foi 17ª, Rafael Filho foi 16º nos 100kg greco-romana, Calebe Ferreira 26º nos 54kg greco-romano e Erivan Rocha 17º também na greco-romana. Rafael ainda disputou o estilo livre, terminando em 20º nos 100kg.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s