Resumo do fim de semana

Destaque para o histórico bi de João de Lucca no NCAA, o retorno de Charles Chibana e Victor Penalber

Natação

João de Lucca foi o nome do NCAA, o campeonato universitário americano! Competição fortíssima, ele, que nada pela Universidade de Louisville, começou fazendo história levando o bi nas 200 jardas livre com 1:31.96. Além disso, ele se torna o primeiro da história a nadar a distância abaixo de 1:32 pela 3ª vez!

Nas 100 jardas livre, uma dobradinha inédita para o Brasil! João de Lucca venceu novamente, com 41.70 e Marcelo Chierighini foi prata com 41.97. João se torna o primeiro a vencer as 100 e as 200 jardas livres desde 1995. O último foi ninguém menos que Gustavo Borges!

Completando as medalhas brasileiras, Chierighini e Arthur Mendes ajudaram a Universidade de Auburn a vencer o revezamento 4x100m livre.

Mountain Bike

Barbacena recebeu o Pan de Moutain Bike, mas no adulto, o Brasil não foi bem. Na principal prova, o cross country, Ricardo Pscheidt foi o melhor, em 6°. Entre as mulheres, Raiza Goulão apenas a 9ª. No revezamento, o Brasil foi bronze . Já no downhill, Lucas Bertol foi prata, Markolf Berchtold bronze e Bruna Ulrich também foi bronze.

No Sub23 masculino, Luis Cocuzzi (foto) foi prata e Jaqueline de Borba foi bronze na prova juvenil.

Judô

No Grand Prix de Samsun, na Turquia, o Brasil voltou com 2 bronzes: Charles Chibana nos 66kg e Maria Suelen Althemann no acim de 78kg.

Esta competição contou com o retorno às competições de Chibana e de Victor Penalber. Só que Penalber perdeu na segunda luta, após apenas 51s por ippon pra Alexander Wieczerzak (GER).

Ginástica Artística

O Pan juvenil foi disputado em Aracaju. O Brasil levou 16 medalhas, mas quase dominou no feminino.

Flávia Saraiva e Rebeca Andrade (foto) foram os destaques. Rebeca venceu o salto, as barras assimétricas e a trave, além da prata no individual geral e no solo. Flávia levou o individual geral e o solo e foi bronze nas barras e na trave. Por equipe, o Brasil foi prata.

Já entre os meninos, o único ouro foi de Luis Porto no salto. Lucas Cardoso foi prata no solo e bronze no individual geral, Gabriel Farias bronze nas argolas e na barra fixa. Por equipe, Brasil também foi prata.

Na etapa da Copa do Mundo de Doha, Henrique Flores foi prata nas argolas com 15,425, mostrando que não é só de Arthur Zanetti que vive o Brasil!

Taekwondo

Já falei aqui algumas vezes que o Brasil está mal no taekwondo, mas se depender de Edival Marques, isso vai mudar. Ele conseguiu dois resultados históricos. Primeiro, no pré-olímpico mundial para os Jogos da Juventude ficou com o bronze e garantiu a vaga para Nanjing-CHN. Logo depois, disputou o Mundial Juvenil e ficou com a medalha de ouro! Venceu 5 lutas, vencendo Soso Kvartshava (RUS) na final.

Outros Esportes

– Com sua super equipe, o Fluminense venceu o Troféu Brasil de Pólo Aquático com 12-6 no Sesi na final. O Flu contou com Kiko e Felipe Perrone, que já defenderam a Espanha, o goleiro sérvio Slobodan Soro, dois bronzes olímpicos, e o croata Josip Vrlic.

– O revezamento 4x400m masculino venceu a prova no Texas Relay em Austin com 3:04.70.

– Nos Jogos Parasul-Americanos em Santiago, o Brasil, com uma equipe jovem e sem suas estrelas, ficou em segundo no quadro geral com 47-35-22, atrás da Argentina com 49-37-26.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s