Jogos Sul-Americanos – Dia 5

Brasil segue 100% no judô, canoagem ocorre como esperado, final na esgrima e uma derrota sofrida no tênis de mesa.

Judô

Mais 4 categorias nesta quarta no judô e o Brasil segue 100% de aproveitamento de medalhas.

Foi apenas um ouro, com Eduardo Barbosa nos 73kg. Na final, uma luta muito disputada com o argentino Alejandro Clara. Os dois só tomava punição, uma atrás da outra, até ficarem com 3 shidos cada. Com 3min12s, o brasileiro faz um waza-ari e, a 25s do fim da luta, o argentino leva sua 4ª punição e perde por Hansoku Make.

Já nos 57kg feminino, a medalhista de bronze olímpica Ketleyn Quadros levou um ippon da colombiana Yadinys Rocha e terminou com a prata. Nos 63kg feminino, Mariana dos Santos perdeu logo na estreia, mas passou pela repescagem e venceu chilena por ippon terminando com o bronze. No 66kg masculino, Vinícius Sakamoto perdeu na semifinal, mas venceu colombiano por ippon e também ficou com o bronze.

Esgrima

Boa competição das brasileiras no sabre feminino. Karina Lakerbai e Élora Ugo venceram bem suas disputas nas 8as e nas 4as. Na semifinal, tiveram combates bem disputados e ambas venceram por 15-14. Élora venceu a argentina Maria Belen Maurice, 28ª do ranking mundial, e Karina passou pela panamenha Eileen Grench, 53ª. Na final, Karina foi meljor e venceu por 15-13. Lembrando que Élora foi vice-campeã mundial cadete em 2003 e disputou os jogos de Atenas-2004. Depois, se aposentou da esgrima, mas voltou há uns 4 anos para disputar os Jogos do Rio.

Já na espada masculina, a comprovação da nossa pior arma. Nicolas Ferreira e Athos Schwantes se enfrentaram nas 8as, com Athos vencendo por 15-14. Nas 4as, ele enfrentou o venezuelano Francisco Limardo, irmão de Ruben Limardo, campeão olímpico em Londres e que não disputa os Jogos por contusão. Perdeu por 15-13, e o Brasil ficou sem medalha. Ouro para José Félix Dominguez (ARG), que venceu Limardo por 15-12.

Tênis de Mesa

Nas provas por equipe, as meninas brasileiras venceram 3-0 a Colômbia na semifinal e na final não deram chances para o Chile, vencendo por 3-0, todos as partidas por 3-1. Pode chamar de meninas, porque Caroline Kumahara tem 18, Gui Lin 20 e Jessica Yamada 24.

Já no masculino, vitória de 3-0 sobre o Equador na semifinal com muito trabalho. Tanto Thiago Monteiro como Gustavo Tsuboi precisaram de 5 sets para vencer. No jogo de duplas, um 3-0 para selar a vaga na final. Já na final, a história foi diferente e contra os eternos rivais argentinos. Gustavo Tsuboi fez um longo jogo de 43min contra Pablo Tabachnik e perdeu por 3-2. Thiago Monteiro empatou vencendo Gaston Alto 3-1. Na partida de duplas, Tabachnik e Liu Song venceram Monteiro e Cazuo Matsumoto por 3-1 e na 4ª partida, Gustavo Tsuboi perdeu novamente por 3-2, agora para o veterano Liu Song, de 41 anos. Uma prata bem amarga.

Canoagem

Aconteceu exatamente o esperado nas 5 finais da canoagem, todas masculinas. O Brasil levou as de canoa e a Argentina as de caiaque. Na C-1 1.000, Isaquias Queiroz venceu tranquilo com quase 8s de vantagem. Isaquias foi bronze no Mundial nesta prova e tem tudo para medalhar no Rio-2016. No C-2 1.000m, Erlon de Souza e Ronilson de Oliveira, que estiveram em Londres, venceram com 3:33.508, mais de 2s de vantagem sobre o Chile.

Já nas provas de caiaque, Argentina foi ouro e Brasil prata nas 3 competições. No K-1 1.000m, Daniel Dal-Bo venceu Celso de Oliveira Jr. No K-2 1.000m, Argentina venceu por quase 3s Gilvan Ribeiro/Vagner Souta e no K-4 1.000m, vitória argentina por 3s4 sobre a equipe do Brasil.

Outros Esportes

Na primeira prova do tiro, a fossa doublê, Jaison Santin defendia o título e foi o melhor na fase preliminar com 125 pratos, empatado com colombiano. Na semifinal foi novamente o melhor, com 27 pratos de 30. Já na final, ele foi superado pelo peruano Asier Parodi com 26 pratos a 25 e terminou com a prata.

No ciclismo de pista, Gabriela Nishi e Wellyda dos Santos fizeram o 3° tempo na qualificação do sprint por equipe feminino. Na disputa do bronze, nem precisaram fazer esforço, pois a dupla chilena deu W.O. Na perseguição por equipes masculina, também o 3° tempo na qualificação, mas desta vez perderam na disputa do bronze: 4:08.019 da Venezuela contra 4:08.980 do Brasil. No sprint individual masculino, Flávio Cipriano fez o 4° tempo na qualificação com 10.019 e Kacio da Silva fez o 9° com 10.321. Nas 8as, eles se enfrentaram, com vitória de Flávio. Kácio disputou a repescagem e venceu sua bateria e disputa as 4as nesta quinta-feira.

No tiro com arco, na rodada de ranqueamento, o jovem de 16 anos Marcus Vinicius D’Almeida foi o melhor com 1.342 na rodada FITA e bateu o recorde brasileiro adulto! Daniel Xavier, que esteve em Londres, foi o 2° com 1.318 e Marcos Bortoloto foi 12° com 1.255 entre 24. Por equipe, o Brasil fez a melhor marca com 3.915, novo recorde brasileiro também. No ranqueamento feminino, Sarah Nikitin fez a 3ª marca, com 1.309 pontos, Ane Marcelle dos Santos foi a 5ª com 1.304 e Marina Gobbi a 12ª com 1.218 entre 17. Por equipe, as meninas fizeram a 2ª marca com 3.831 e nas duplas mistas, Marcus Vincius e Sarah somaram 2.651 e ficaram em 1°.

No tênis, Laura Pigossi sofreu para passar por sofia Blanco (ARG) por 26 64 75 e está nas 4as. Paula Cristina Gonçalves também cegou às 4as, após vencer 26 60 62 Patricia Ku Flores (PER). Já Gabriela Cé perdeu 16 62 61 para Bianca Schreiber (PER). No masculino, Rogério Dutra passou por Guillermo Beltran 63 62 e j;á est;a nas 4as, mas Fabiano de Paula perdeu 63 64 para Facundo Bagnis (ARG). Nas duplas masculinas, Rogério e Fabiano perderam para dupla chilena por 62 76 na estreia.

Na vela, 2 regatas. Na J24, Brasil venceu as 2 e lidera. Na Snipe, um 1° e um 3°. Na Lightning, apenas um 6° e um 3°. Na Sunfish, João Pedro de Oliveira foi 10° na primeira regata e 6° na segunda. Na Laser Standard masculina, Matheus Dellagnelo ficou em 3° nas 2 regatas e na Laser Radial feminina, Fernanda Decnop foi 3ª e 4ª.

No vôlei de praia, as 4 duplas brasileiras estrearam com vitórias de 2-0, e apenas Pedro Solberg/Emanuel sofreram um pouco mais.

No vôlei feminino, a seleção infanto-juvenil acabou perdendo para o Chile por 3-1 e ficou com a medalha de bronze.

Já no hóquei na grama masculino, a seleção vem fazendo bonito e venceu o 3° jogo, um 4-1 na Venezuela. Com isso, o Brasil joga na sexta com o Chile pela medalha de prata. Boa evolução. No feminino, a primeira vitória, com 3-1 no Paraguai.

No handebol masculino, Brasil venceu 41-14 o Paraguai e pega o Chile na semifinal. Argentina e Uruguai se enfrentam na outra. No futebol feminino, Brasil venceu 2-1 Colômbia vencendo seu grupo e pega a Argentina na semi com Chile e Venezuela do outro lado da chave.

Com o fim de mais um dia dos Jogos, o Brasil segue líder do quadro de medalhas com 48 ouros, 26 pratas e 33 bronzes. Argentina recuperou o 2° lugar com 24-29-20, seguida de Venezuela com 22-14-32, Colômbia 19-23-26 e Chile 13-27-28. Interessante que esses 3 últimos países tem 68 medalhas.

Nesta quinta, 25 finais e o início do atletismo, boxe, hipismo de saltos, futsal, golfe, levantamento de peso e nado sincronizado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s