Mundial de Ciclismo de Pista – Dia 4

Vogel desbanca as concorrentes, uma prova por pontos disputada e um francês surpreende os favoritos.

Sprint Individual Feminino

A prova começou no dia anterior com a quali e as primeiras rodadas. Kristina Vogel (GER) foi a mais rápida na qualificação com 10.946, seguida por pouco de Rebecca James (GBR), que defendia o título, com 10.954 e Zhong Tianshi (CHN) com 10.962. Na primeira rodada, 11 das 12 favoritas venceram seus duelos. Nas oitavas, foi a vez das 6 melhores na quali vencerem seus duelos. Nas 4as, todos os duelos foram decididos por 2-0. A grande surpresa foi a eliminação da campeã Rebecca James para a sua compatriota Jessica Varnish. Neste confronto, aliás, um momento engraçado: as duas se estudavam com tanto cuidado e iam tão devagar que pararam, até que a Varnish caiu de madura e o confronto foi reiniciado.

Nas semifinais, tudo 2-0 novamente. Vogel passou por Lin Junhong (CHN) e Zhong Tianshi (CHN) passou por Varnish. Na disputa do bronze Lin fez 2-0 na britânica e Vogel sobrou com 2-0 em Zhong e confirmou seu ouro. O segundo em Cali e seu primeiro no sprint.

Corrida por Pontos Feminina

São 10 sprints totalizando 100 voltas (25km). Depois de 2 bronzes na perseguição individual e por equipes, Amy Cure conquista seu primeiro título importante levando a prova por pontos, com 38 pontos, sendo 20 de uma volta que ela deu no pelotão. Giorgia Bronzini (ITA) buscava o ouro, tanto que fez 21 pontos em sprints, mas terminou apenas em 7ª, pois não conseguiu tirar uma volta.

Após o 4° sprint, Cure e Stephanie Pohl (GER) deram ma volta no pelotão e assumiram a liderança. Com 8 sprints, as duas empataram com 33 pontos. Aí no 9°, Cure passou em primeiro e abriu 38 a 33. No último, Pohl precisava vencer e não deixar a australiana pontuar. Cure não pontuou, mas a alemã só conseguiu 2 pontos. Ouro para a australiana, prata para a alemã e bronze para Jasmin Glaesser (CAN) com 32.

Omnium Masculina

No hexatlo do ciclismo, 3 provas foram disputadas no dia anterior e 3 neste dia. Quem vencer a prova leva 1 ponto, o 2° colocado leva 2 e assim por diante. Ganha quem somar menos pontos.

Na primeira prova, a volta lançada, Ed Clancy (GBR) foi o mais rápido com 12.806. Na corrida por pontos, Thomas Boudat (FRA) venceu e o britânico foi apenas 13°. E na corrida de eliminação, mais uma vitória de Boudat que tomou a ponta da omnium após o 1° dia.

No 2° dia, na perseguição individual, vitória de Aaron Gate (NZL) com 4:23.698. O francês foi o 7° e o russo Viktor Manakov empatou com ele com 19 pontos. Depois foi a vez da scratch, com vitória de Clancy e um 2° lugar para Boudat que voltou a ser líder sozinho, já que Manakov foi o 6°. Boudat tinha 21, seguido do russo com 25 e do holandês Tim Veldt com 26.

Na última prova, o quilometro contra relógio, nova vitória de Clancy, mas o 3° lugar de Boudat foi suficiente para lhe dar o ouro com 24 pontos, seguido de Veldt com 28 e de Manakov com 32. O britânico, bronze nos Jogos Olímpicos, venceu 3 provas das 6, mas como foi mal na por pontos e na perseguição, ficou apenas em 4° com 34.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s