Sochi-2014: um balanço

Sochi acabou e já deixou saudades.

Antes do início eu realizei prévias de cada um dos 15 esportes e dei meus palpites para cada uma das 98 modalidades. Agora vamos ao balanço.

Dos 98 campeões (99, poque houve empate no downhill feminino), cravei 33. No luge, acertei os quatro campeões. Fácil prever o domínio absoluto alemão. Também acertei 4 das 5 provas do esqui alpino feminino, só errando o bendito empate do downhill, além de 3 das 5 provas da patinação artística. No hóquei, combinado nórdico e no skeleton errei todos os campeões, no snowboard só acertei 1 dos 10 e na patinação de velocidade de pista curta só 1 em 8.

Nas outras medalhas, foram só 14 pratas corretas e 13 bronzes. Em compensação, acertei outras 72 presenças em pódio, errando a cor da medalha. No combinado nórdico, não cravei nenhuma posição em nenhum pódio.

Um número legal é somar os 33 ouros corretos com 29, que é o número de campeões em Sochi que eu coloquei com outra medalha. Com isso, pus 62 campeões na Rússia no pódio. Quase 2/3.

Só cravei 2 pódios: o bobsled feminino e a prova por equipe da patinação artística. No moguls feminino e no revezamento feminino do biatlo acertei os três medalhistas, errando a ordem de todos. E no bobsled masculino de duplas, acertei a prata do Beat Hefti (SUI), mas inverti o Zubkov e o Holcomb.

Interessante que no biatlo eu pus Tora Berger (NOR) vencendo a perseguição, o individual e a saída em massa. Mas quem levou as 3 provas foi Darya Domracheva (BLR).

Aliás, subestimei muito a participação russa. Dava apenas 23 medalhas para os donos da casa (7 ouros), mas eles levaram 32 com 13 ouros e quem preveria a participação holandesa com 24 medalhas? Tinha dado 14. E da Suécia, que falei 9 e foram 15 na realidade.

hiperestimei a Noruega com 37 medalhas (foram 26), Estados Unidos com 36 (28) e Coreia do Sul com 18 (foram apenas 8).

Foram muitas surpresas em Sochi e em algumas provas era muito difícil mesmo prever, principalmente em algumas novas como nos slopestyles. Mas como acertei 132 das 295 presenças nos pódios (44,7%), acho que foi uma boa.

Só um detalhe: se contarmos o pódio sem as 12 provas novas, a Rússia ainda seria a vencedora com 11 ouros, 2 a menos. Já os Estados Unidos despencariam para o 8° lugar com apenas 4 ouros. Eles tem que agradecer e MUITO ao slopestyle e ao halfpipe em esqui.

Anúncios

Um pensamento sobre “Sochi-2014: um balanço

  1. Pingback: Rio-2016: os meus números |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s