Sochi-2014 – Dia 16

E chega ao fim a festa russa. Sem terrorismo, com muitas imagens sensacionais, problemas climáticos, muitos problemas de infra-estrutura, mas um show do esporte e da união pelo esporte. Com o fim das provas, já fica aquele gostinho de quero-mais e a ansiosidade para 2018 já começa!

Cross Country

dia 16-1

Na prova mais longa dos Jogos, os 50km saída em massa estilo livre masculino, a 8ª trifeta dos Jogos e dessa vez foi russa!

A prova é longa, mas o pelotão é grande por boa parte. Aos 12,5km, mais de 50 atletas ainda estavam juntos, liderados por Johan Olsson (SWE). Com metade do percurso, o pelotão ainda era imenso, liderados por Lari Lehtonen (FIN). Com três quatros da prova, Matti Heikkinen (FIN) liderava e abria uma diferença de quase 15s sobre o pelotão, liderando até a parcial dos 40km. Até ele ser alcançado.

Um grupo com mais de 20 ainda estava junto aos 48km de prova, mas aí 3 russos e um norueguês forçaram o ritmo. Os 4 abriram e chegaram na reta final para brigar por medalhas No sprint final, os 3 russos ficaram na frente. Com 1:46:55.2, Alexander Legkov foi ouro, seguido de Maxim Vylegzhanin com a prata a 0.7 e Ilia Chernousov com o bronze a 0.8. Martin Sundby (NOR) ficou em 4° a 1s.

Bobsled

dia 16-2

Na terceira descida, Alexander Zubkov (RUS) fez a melhor descida e abriu sua vantagem sobre Oskars Melbardis (LAT) para 0.17. Holcomb (USA) se manteve em 3° a 0.45, ameaçado por Rússia 2, Alemanha 1 e Grã-Bretanha 1. O Brasil cometeu um erro na saída com Edson Bindilatti sofrenda para entrar no trenó e batendo duas vezes na lateral na saída. Com isso, o Brasil caiu uma posição, terminando em 29° apenas a frente do trenó do Canadá que capotou no dia anterior, mas apenas por 0.09.

Aí descida final, em ordem invertida. Excelente descida britânica com 55.26, subindo uma posição para 5°. O segundo treno da Rússia de Alexander Kasjanov fez a mehor com 55.21, assumindo a liderança por 0.08. Holcomb largou mal, e ia perdendo a a vantagem que tinha, mas ainda assim cruzou a apenas 0.03 na frente de Kasjanov e Holcomb levou seu segundo bronze em Sochi.

Melbardis fez 55.31 e terminou com 0.30 na frente do americano. Aí veio Legkov que fez uma descida pior que o letão, mas tinha uma boa vantagem e cruzou para o ouro com 0.09 de vantagem. Seu segundo ouro em Sochi.

Hóquei no Gelo

dia 16-3

Na grande final do hóquei, a última prova disputada em Sochi com Canadá contra a Suécia. Esperava-se um grande jogo dos 2 últimos campeões olímpicos, mas o que se viu foi um jogo dominado pelo Canadá. Aos 12:55 do 1° período, Jonathan Toews abre o placar com 1-0 para o Canadá.

No segundo tempo, é a vez do craque, aquele que não fez nada nos Jogos de Vancouver até dar o gol de ouro na final. E agora ele faz o seu primeiro gol em Sochi. Aos 15min, Sidney Crosby abre 2-0. Com 19min do 3° período, Chris Kunitz faz 3-0 e sela a vitória canadense. Foram 36 chutes a gol canadenses contra 24 suecos. E o Canadá se torna bicampeão olímpico seguido e eneacampeão na história!

Sochi já deixa saudades e nos veremos em Pyeongchang de 9 a 25 de fevereiro de 2018!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s