Sochi-2014 – Dia 9

A emoção de Bode Muller, mais um fracasso de Jacobellis, sucesso sueco e um Holanda magistral.

Esqui Alpino

20140216-232424.jpg
Na final do Super-G masculino, tudo poderia acontecer. Um dia após uma péssima prova no feminino com recorde de “não terminou”, a prova sobrou emoção.
Christof Innerhofer (ITA) já levou duas medalhas em Sochi, mas cometeu um erro em menos de 20m de prova e perdeu uma porta. Logo depois dele foi a vez de Bode Miller (USA). Em sua 5ª Olimpíada, Miller não teve bons resultados na Russia e buscava encerrar sua carreira olímpica bem, após a trágica morte de seu irmão mais novo em abril de 2013.
Miller completou o percurso em 1:18.67 e assumiu a liderança. Logo depois dele, Max Franz (AUT) foi apenas 0.07 pior. Depois veio Otmar Striedinger (AUT), 0.02 pior! O campeão em Vancouver Aksel Lund Svindal foi o próximo, 0.09 pior! O seguinte foi o campeão do downhill Matthias Mayer (AUT), que fazia uma grande prova (após quase escorregar na largada), mas errou uma curva e na descida saiu da linha perdendo uma porta.
O sonho dourado de Miller só foi interrompido quando Kjetil Jansrud (NOR), bronze no downhill tirou 0.53 de Miller, fechando com 1:18.14. Logo após dele, Jan Hudec (CAN), que já fez 7 cirurgias no joelho, não tinha patrocínio e quase perdeu um dedo do pé por hipotermia, completou com o mesmo tempo de Miller. Andrew Weibrecht (USA) entrou depois e completou com 1:18.44, levando a prata e Miller e Hudec ficaram com o bronze.
Segundo empate no esqui alpino em Sochi! E mais um fracasso de Ted Ligety (USA), apenas 14º.

Snowboard Cross

20140216-232451.jpg
A prova feminina começou com a rodada de ranquemaneto. Eva Samkova (CZE) foi a melhor com 1:20.61, 0.89 mais rápida que Lindsey Jacobellis (USA). Isabel Clark fez boa descida e se classificou na primeira descida com o tempo de 1:24.31 na 12ª posição.
Nas 4as, Samkova venceu a sua bateria com tranquilidade. Na 2ª, vitória de Chloe Trespeuch (FRA) após 3 quedas, incluindo da campeã em Vancouver Maelle Ricker (CAN) e de Isabel, que chegou em 4º e não avançou para a semifinal. Na 3ª, vitória de Dominique Maltais (CAN) e na 4ª um passeio de Jacobellis.
Na semifinal, Samkova novamente venceu a sua bateria e se garantiu na final. Na 2ª, Jacobellis passeava e iria tranquila,ente passar, quando num salto pousou numa subida e caiu. E viu todas passaram a sua frente e mais uma vez ficar fora da final.
Quem não lembra, ela estava vencendo a final em Turim-2006 quando quis fazer graça a metros da linha de chegada e caiu perdendo o ouro. Em Vancouver caiu na semifinal e agora repete o feito.
Na grande final, Samkova assumiu a liderança com 10-15m de prova e não perdeu mais, e a menina do bigodinho leva um ouro inédito para seu pais no esporte de forma inquestionável.
Bronze em Turim, Dominique Maltais subiu um degrau e ficou com a prata e o bronze foi para Chloe Trespeuch.

Cross Country

20140216-232501.jpg
No revezamento 4x10km masculino, vitória absoluta da Suécia, que repetiu o ouro do feminino no dia anterior. Mas desta vez, foi bem mais tranquilo.
Lars Nelson abriu em 1º ao lado da Finlândia. Daniel Richardsson e Iivo Niskanen (FIN) cruzaram juntos após a segunda perna, mas Johan Olsson entrou e abriu. O 3º finlandês fez sua equipe cair de 1º para 7º e a Rússia fez uma prova de recuperação e apareceu em 2º, a 14s dos suecos.
Com grande vantagem, restou a Marcus Hellner fechar com tranquilidade em 1:28:42.0 e 27.3 de vantagem sobre os russos. A equipe da França se manteve sempre em 3º-4º e acabou com o bronze, 31.9 atrás.
Mais um fracasso da Noruega, que terminou em 4º há mais de 1min dos suecos. E a Suíça não contou com o bicampeão Dario Cologna e terminou em 7ª.

Patinação de Velocidade

20140216-232508.jpg
Na prova dos 1.500m feminino, o óbvio. Mais que isso, um domínio absurdo da equipe da Holanda com a QUATRO primeiras do país!
E quem ficou com o ouro foi uma enorme surpresas! Especializada na patinação de velocidade em pista curta, Jorien Ter Mors foi 4ª nos 1.500m, mas na pista longa foi impartível. Completou com 1:53.51, novo recorde olímpico na 9ª bateria ainda!
Aí foi só esperar para ver quem completaria o pódio. Na 13ª, Marrit Leenstra fez 1:56.40, tempo que a deixaria em 4ª. Na 15ª, a super Ireen Wust fez 1:54.09 e terminou com a prata, sua 3ª medalha em Sochi! Na 18ª, Lotte van Beek completou com 1:54.54 e completou o pódio e o domínio holandês. A Holanda lidera o quadro de medalhas com 17 no total! 16 na pista longa e 1 na pista curta! Em 8 provas, a Holanda venceu 5!
As russas foram muito bem também e as 4 terminaram entre as 10. Decepção de Heather Richardson, cotadíssima e apenas 7ª.
Foi o 3º pódio todo holandês em Sochi e o 4º dominado por um único país.

Outros Esportes

– Começaram as disputas do bobsled nas duplas masculinas. Após 2 descidas, Alexander Zubkov correndo em casa já abriu 0.32 sobre o trenó de Beat Hefti (SUI) e 0.36 de Steven Holcomb (USA). Tudo pra mais um ouro russo.
– A disputa da dança na patinação artística começou com a dança curta conforme esperado, com duelo entre Maryl Davies/Charlie White (USA) e Tessa Virtue/Scott Moir (CAN). Os americanos tiraram 78,89 contra 76,33 dos canadenses, que defendem o ouro. Nos últimos 4 mundiais, essas duas duplas alternaram ouro e prata!
– A final da saída em massa 15km masculina do biatlo foi adiada para segunda-feira por conta da forte neblina.
– No hóquei masculino, encerrada a primeira fase. Pelo Grupo A, a Arussia precisou das cobranças de pênaltis para vencer a Eslovaquia por 1-0 e os Estados Unidos passearam com 5-1 na Eslovênia. No Grupo B, Canadá teve dificuldades para vencer 2-1 a Finlândia e a Áustria fez 3-1 na Noruega. A Rússia não conseguiu avançar direto para as 4as e vai ter que enfrentar a Noruega num playoff. Suécia, Finalndia, Canadá e EUA já estão nas 4as.
– Pelo hóquei feminino, nas disputas do 5º ao 8º, Finlândia 2-1 na Alemanha e Russia venceu 6-3 o Japão.
– No curling masculino, Canadá 8-6 EUA, Suécia 8-4 Rússia, Noruega 7-6 Grã-Bretanha, Canadá 9-8 China, Suécia 6-4 EUA, Noruega 5-3 Suíça, Dinamarca 6-3 Alemanha. Suécia e Canadá já estão nas semifinais.
– No feminino, Canadá 7-6 EUA, Suécia 5-4 Rússia, Dinamarca 7-4 Coreia do Sul e Japão 9-7 Suíça. Como no masculino, Canadá e Suécia já nas semifinais.
– Após 55 finais, temos Alemanha 7-3-2, Holanda 5-5-7, Noruega 5-3-6, Suíça 5-1-1 e Rússia 4-7-5. 19 países ganharam ouro e 26 medalharam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s