Prévia Sochi-2014: Combinado Nórdico

O combinado nórdico mistura as duas provas do chamado esqui nórdico: o esqui cross country e os saltos. Disputada sempre no mesmo dia, a prova começa com os saltos (um para cada atleta) e, algum tempo depois, é disputado o cross country. A diferença da pontuação dos saltos para o líder é convertida em tempo e a largada do cross country é espaçada neste tempo, no formato de perseguição. O primeiro a cruzar a linha de chegada vence.

Disputada atualmente apenas por homens, o esporte é dominado pela Alemanha, Áustria, Noruega e Japão. Um dos maiores nomes do esporte é o finlandês Samppa Lajunen, que venceu as 3 provas dos Jogos de Salto Lake City!

Provas individuais

São duas em formatos praticamente idênticos. A diferença é que em uma o salto é na pista menor (normal hill ou K95 para a pista de Sochi) e na outra é na pista maior (large hill ou K125). O “K” significa a distância mínima do salto. Atingindo esta distância o atleta ganha 60 pontos. Cada meio metro a mais (ou a menos) dá 2 pontos a mais (ou menos) no normal hill e 1,2 pontos a mais (ou menos) no large hill. Também é dada uma nota ao pouso e ao voo do atleta e as pontuações são somadas.

Após um salto de cada atleta, a pontuação é transformada em tempo. O melhor saltador larga na frente e os atletas seguintes largam após um determinado tempo. Cada pontos de diferença aumenta em 4s a distância do atleta na largada. Nas duas provas a distância do cross country é de 10km.

As provas são bem disputadas, mas os favoritos para ambas as provas são os mesmos. O alemão Eric Frenzel vem dominando esta temporada com 3 vitórias em 8 etapas disputada até o momento. Ele venceu a Copa do Mundo ano passado com 6 vitórias e foi campeão mundial no large hill em 2013 e no normal hill em 2011.

O francês Jason Lamy-Chappuis também deve medalhar nas 3 provas. No Mundial ano passado levou 3 ouros e 1 bronze. Venceu o normal hill, o revezamento e a prova de sprint, uma novidade neste último mundial. Os austríacos não estão bem nesta temporada, mas faturaram 3 pratas no último mundial e tem muita tradição na prova. De olho também na armada norueguesa que zerou em Vancouver. Os americanos, que chegaram com tudo em Vancouver, dificilmente ganham medalha em Sochi.

Programação:

12/02 13:30 – Normal Hill/10km – Saltos

12/02 16:30 – Normal Hill/10km – 10km

18/02 13:30 – Large Hill/10km – Saltos

18/02 16:00 – Large Hill/10km – 10km

Pódio Normal Hill/10km:

Ouro – Jason Lamy-Chappuis (FRA)

Prata – Akito Watabe (JPN)

Bronze – Magnus Moan (NOR)

Pódio Large Hill/10km:

Ouro – Eric Frenzel (GER)

Prata – Jason Lamy-Chappuis (FRA)

Bronze – Bernhard Gruber (AUT)

Prova por equipe

Por equipe, a prova é bem semelhante. São equipes de 4 atletas e cada um faz um salto na rampa grande. As pontuações são somadas e o tempo é convertido. Cada ponto de diferença equivale a 1s33, ou seja, 45 pontos = 1min. O cross country é um revezamento de 4x5km.

No último mundial esta prova não foi disputada e sim o revezamento 4x5km com saltos na rampa pequena e a vitória foi da França. Ainda assim, a França é uma das favoritas, com Alemanha, Noruega e Áustria também com chances. Serão 10 equipes na disputa.

Programação:

20/02 11:00 – Large Hill/4x5km – Saltos

20/02 14:00 – Large Hill/4x5km – Revezamento 4x5km

Pódio Normal Hill/10km:

Ouro – França

Prata – Noruega

Bronze – Alemanha

Anúncios

Um pensamento sobre “Prévia Sochi-2014: Combinado Nórdico

  1. Pingback: Balanço final das prévias | Os Olímpicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s