Resumo do fim de semana de inverno

Mais um fim de semana no hemisfério norte, com um pouco menos de competições.

Esqui Alpino

Os homens foram para a Itália disputar 3 etapas. Em Val Gardena, o norueguês Aksel Lund Svindal venceu o Super-G, enquanto o canadense Erik Guay (foto) levou o downhill. Svindal segue líder no geral, no downhill e no Super-G. Já em Alta Badia, um dos favoritos em Sochi, o austríaco Marcel Hirscher levou o slalom gigante, seu 3° título na temporada. O brasileiro Jhonatan Longhi disputou o slalom gigante, terminando em 58° a primeira descida, mais de 5s atrás do 57°.

Já as mulheres foram para a França, em Val-d’Isere. No downhill, vitória da suíça Marianne Kaufmann-Abderhalden, seguida de Tina Maze, que ainda não levou nenhuma etapa! No domingo, no slalom gigante, segunda vitória de Tina Weirather, de Liechtenstein, que assumiu a liderança da copa do mundo! Lindsey Vonn segue indo mal, e não terminou a prova de downhill no sábado.

Esqui Nórdico

A caravana do cross country foi para Asiago, na Itália disputar sprints. No sprint clássico masculino, vitória do russo Nikita Kriukov (foto, a direita), um dos favoritos para levar o ouro em casa. No sprint por equipes, vitória da dupla norueguesa Eldar Ronning e Ola Vigen Hattestad. No feminino, 4ª vitória da polonesa Justyna Kowalczyk. Por equipe, deu Finlândia.

Já a turminha do combinado nórdico foi para Schonach, na Alemanha. Eric Frenzel finalmente foi mal, com um 5° e um 8°, mas segue líder da Copa do Mundo. No sábado, vitória do norueguês Magnus Moan e no domingo do francês Jason Lamy-Chappuis.

Engelberg na Suíça recebeu os homens nos saltos e viu duas vitórias polonesas, ambas no HS137. No sábado, título de Jan Ziobro faturou sua primeira etapa na carreira. Kamil Stoch (foto) levou a de domingo e, com a prata no sábado, assumiu a liderança da Copa do Mundo.

Já na feminina, a japonesa Sara Takanashi segue dominando. Foram duas etapas em Hinterzarten, e ela levou as duas! E ambas com grande vantagem. Quem ainda não apareceu para fazer concorrência com Takanashi foi a americana Sarah Hendrickson.

Snowboard

A segunda etapa do snowboard cross em Lake Louse viu um grande resultado de Isabel Clark! Na qualificação, ela ficou com o 4° tempo, mas ficou em 3° na sua bateria de quartas-de-final e terminou em 9° lugar, seu melhor resultado em Copas de Mundo desde o 8° em fevereiro de 2011, no Canadá. A vitória da etapa ficou com a americana Lindsey Jacobellis (sim, aquela que caiu em Turim-2006 na chegada). No masculino, vitória do australiano Jarryd Hughes.

Copper Mountain, nos EUA, recebeu o halfpipe e o slopestyle. No halfpipe, pódio todo americano, com Taylor Gold no topo. No slopestyle, deu o norueguês Stale Sandbech. Nas provas femininas, a campeã olímpica em Salt Lake City, Kelly Clark levou o halfpipe enquanto a checa Sarka Pancochova ficou com o slopestyle.

Esqui Estilo Livre

Innichen, na Itália, recebeu 2 etapas do ski cross. No masculino, o canadense David Duncan faturou as duas etapas! No feminino, só deu Suíça. No sábado, Fanny Smith e no domingo Katrin Muller.

Junto com o snowboard, Copper Mountain teve as mesmas provas no esqui. No halfpipe, os americanos Aaron Blunck e Brita Sigourney venceram. No slopestyle, vitória do norueguês Andreas Haatveit e da canadense Dara Howell.

Pequim recebeu a segunda etapa do Aerials, com uma pista montada no estádio Ninho de Pássaro, com vitórias do canadense Travis Gerrits, vice campeão mundial, e da chinesa Xin Zhang. Em prova nos Estados Unidos de Aerials, na pista dos jogos de Salt Lake City, Laís Souza faturou sua primeira medalha, com o bronze com 51,00 pontos. Josi Santos foi 6ª com 42,40.

Universíade de Inverno

Trentino recebeu os Jogos Universitários de Inverno, com mais de 1.700 atletas de 51 países, incluindo uma brasileira. Chiara Marano foi a única representante, terminando em 46ª no slalom gigante e desistindo de participar do slalom.

Quem dominou o quadro de medalhas foi a Rússia, com 15 ouros, 16 pratas e 19 bronzes, seguida de Polônia (10-10-3) e Coreia do Sul (8-9-7).

A competição teve pouquíssimos atletas de ponta, e as melhores marcas ficaram nas patinações. Na pista longa, a checa Martina Sablikova (foto) levou ouro no 3.000m e nos 5.000m. Ela deve levar esses dois ouros em Sochi. Na pista curta, o coreano Noh Jin-Kyu venceu os 1.000m e os 1.500m. Ele tem 6 ouros em Mundias, sendo 5 em 2011, e deve brigar por medalhas em Sochi, principalmente nos 1.500m.

O polonês Krzysztof Biegun, que levou a primeira etapa da temporada nos saltos, foi ouro na pista longa e por equipe.

No hóquei no gelo, dois ouros para o Canadá e no curling, ouro sueco no masculino e russo no feminino.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s