Evolução feminina nas raquetes

Há muito tempo que o tênis feminino brasileiro não aparecia nas manchetes. Mas não foi só o ótimo ano de Teliana Pereira que é destaque. A evolução no tênis de mesa e no badminton femininos também foi evidente em 2013.

Tênis

Ela sofreu 2 anos com uma lesão que quase a tirou do circuito. Em fevereiro, após furar o quali do torneio de Bogotá da WTA, Teliana Pereira já fez história ao quebrar um jejum de 8 anos de presença feminina em torneios da WTA. Com ótima campanha, chegou até as semifinais e quebrou um tabu de 24 anos!!

Neste ano, ela acumulou 43 vitórias contra apenas 14 derrotas, levando 5 títulos de torneios de US$ 25,000! Em setembro fez uma excelente sequência, vencendo 18 partidas seguidas, com 3 títulos no meio! Conseguiu disputar mais alguns torneios de WTA e chegou a última rodada do qualificatório de Roland Garros.

Teliana ocupa atualmente a 98ª posição do ranking mundial e alcançou em outubro o 87° lugar. É a única top 100 individual do Brasil no masculino e feminino. Deve terminar o ano entre as 100 primeiras do mundo e, com isso, garantir vaga direta para a chave principal do Australian Open! Há milênios uma brasileira não disputa a chave principal de um Grand Slam.

Badminton

Ano passado, foi o ano de Daniel Paiola, que ficou bem próximo da vaga olímpica, o que seria inédito para o esporte brasileiro. Este ano, a seleção disputou poucas provas internacionais no primeiro semestre, mas fez um bom tour no final do segundo. Paiola até beliscou umas medalhas, mas o destaque ficou com as mulheres!

A jovem Lohaynny Vicente venceu torneio no México, além dos vices em São Paulo e em Santo Domingo. Na República Dominicana ela levou os títulos de duplas femininas e de duplas mistas, além do vice nas femininas em Miami. Lohaynny começou o ano em 492ª do ranking e já é hoje e 80ª!! Saltou mais de 400 posições e é a mais bem ranqueada do Brasil.

Fabiana Silva é outra que faz ótima temporada. Bronze no Pan individual, ajudou a equipe a vencer o Pan por equipes, além de bronze nos EUA e do vice no México, perdendo para Lohaynny. Fabiana já é a 84ª no ranking individual. Nas mistas, teve quatro vices este ano com Hugo Arthuso e o bronze no Pan. Eles estão em 63° no ranking de duplas. Ela não disputa duplas femininas.

Tênis de Mesa

As meninas tem viajado e competido bastante, mas os resultados ainda estão aquém dos homens. Cazuo Matsumoto e Gustavo Tsuboi tem tido ótimos resultados e Hugo Calderano ainda é Sub18, mas tem ido muito bem nos torneios Sub21 e juvenis.

Melhor no ranking mundial, a jovem Caroline Kumahara aparece em 148ª no ranking adulto, mas é a 60ª no Sub-21. Ela chegou a chave principal do Mundial, perdendo na segunda rodada. No Brasil Open, foi bronze no adulto e prata no Sub21. Nesta semana, ela disputa o Mundial Juvenil.

Vale mencionar a talentosa Bruna Alexandre. Bruna disputou as Paralimpíadas de Londres ano passado na Classe 10, não avançando às semifinais por pouco. Aos 18 anos, é a 4ª do ranking mundial da sua classe, mas tem disputado provas para atletas sem deficiência e se destacado. Ela também está no Mundial Juvenil e ajudou a equipe a ficar em 13° na disputa por equipes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s