Mundial de Canoagem Slalom

Praga recebeu na última semana o 35° Campeonato Mundial de Canoagem Slalom. É a 2ª vez que a capital checa recebe o mundial (a outra foi em 2006) e a 3ª vez do país (1967 foi a primeira). Os donos da casa venceram 3 das 10 provas e os britânicos mostraram que crescem como uma das forças no esporte após a ótima participação nos Jogos de Londres.

Masculino

Prata em Londres no C-2 e em Pequim no C-1, o escocês David Florence (foto) deu show e faturou 2 ouros em provas olímpicas diferentes! Ele faturou no sábado o ouro no C-1 com 0s83 de vantagem sobre o eslovaco Alexander Slafkovsky e 3s26 do esloveno Benjamin Savsek.

No domingo, fez história e faturou ao lado de Richard Hounslow o ouro no C-2 por apenas 0s04!! Prata para os checos Jaroslav Volf e Ondrej Stepanek e bronze para os eslovacos Ladislav Skantar e Peter Skantar. A última vez que um mesmo atleta venceu estas duas provas em uma mesma edição foi em 1953, com o suíço Charles Dussuet.

Já no K-1, festa dos donos da casa. Vavrinec Hradilek (foto), prata em Londres, venceu com 94s52 contra 95s90 do seu compatriota Jiri Prskavec. Bronze para o polonês Mateusz Polaczyk com 95s98.

Nas provas por equipe, a Eslováquia levou o C-1, com a ajuda do bicampeão olímpico Michal Martikan, que faturou seu décimo título mundial. No C-2, ouro para a República Checa e no K-1 vitória surpresa da Itália.

Feminino

Na única prova olímpica feminina, a francesa Émilie Fer (foto) mostrou que manda, levando o ouro com 115s74, repetindo a medalha conquistada ano passado em Londres. Dobradinha francesa com Nouria Newman com 117s94 e bronze para a campeã mundial de 2009, a alemã Jasmin Schornberg com 118s99.

Na prova mais nova do esporte, o C-1 feminino, a australiana Jessica Fox (foto) é quase imbatível! Ela dominou em absoluto a competição, terminando a final com 126s09, muito a frente da britânica Mallory Franklin com 139s08 e da francesa Caroline Loir com 139s75. Lembrando que Fox foi prata em Londres no K1 com 18 anos e levou o ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude de Singapura-2010.

Por equipes, Fox foi a única a fazer dobradinha neste mundial na mesma prova, ajudando a Austrália a vencer e a República Checa venceu o C-1.

Brasileiros

A equipe brasileira ficou muito tempo na Europa e participou de todas as etapas da Copa do Mundo e do Mundial Juvenil/Sub23, onde Ana Sátila até medalhou.

Em Praga, a participação ficou aquém do esperado. O melhor resultado foi mesmo de Ana Sátila, terminando na 12ª posição no C-1. No K-1, prova que ela disputou em Londres, ficou apenas na 32ª posição, não passando nem para a semifinal.

No K-1 masculino, Pedro da Silva foi 39° nas eliminatórias, avançou e terminou em 37° na semifinal, após perder a porta 10. Ricardo Taques foi 66° e João Machado 97°. Por equipe, Brasil foi 18°.

No C-1, Leonardo Curcell foi 48°, Felipe da Silva 63° e Jean Pereira 64°. Por equipe, Brasil foi 13°.

No C-2, os campeões pan-americanos Charles Correa e Anderson Oliveira ficaram em 22° nas eliminatórias e não avançaram para a semifinal.

O próximo mundial será em setembro de 2014 no lago Deep Creek, em Maryland, Estados Unidos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s