Mundial de Judô – Parte I

Grande mundial brasileiro! Ou melhor, das brasileiras! Show no feminino, renovação masculina não vingou, fracasso japonês entre as mulheres, a coroação de Teddy Riner e surgimento de novos países no mapa do esporte.

Dia 1

Já desde o primeiro dia, a força feminina brasileira ficou evidente. Na categoria até 48kg feminino, a campeã olímpica Sarah Menezes avançou até a semifinal sem grandes problemas. Na semifinal, Sarah enfrentou a mongol Urantsetseg Mukhbat e novamente sofreu contra asiáticas, perdendo por 2 yukos. Na disputa do bronze, Sarah venceu com um ippon incrível no último segundo da luta, que caminhava pro golden score! Sensacional. A mongol venceu a japonesa Haruna Asami por ippon e conquistou o primeiro ouro do campeonato mundial. O outro bronze foi para a belga Charline van Snick, bronze em Londres.

Na categoria até 60kg masculino, o medalhista de bronze em Londres Felipe Kitadai sofreu com o vice-campeão asiático, o coreano Won Jin Kim e foi derrotado por waza-ari logo na sua estreia. Kim chegou a semifinal, onde foi derrotado para o japonês Naohisa Takato, que acabou levando o ouro após vencer o mongol Amartuvshin Dashdavaa na final, o primeiro ouro nipônico no Rio. Os bronzes foram para Kim e para Orkhan Safarov, do Azerbaijão.

Dia 2

Érika Miranda-WILTON JUNIOR-ESTADÃO CONTEÚDO

Érika Miranda vinha um pouco esquecida. Até chegar no Mundial. Foram quatro vitórias seguidas no até 52kg, incluindo sobre a esperança finlandesa Jaana Sundberg, de quem havia perdido na final do Grand Slam de Moscou recentemente. Na semifinal, um waza-ari na romena Andreea Chitu e a vaga na final. Na dipsuta do ouro, ela enfrentou a líder do ranking mundial e campeã do Masters, Majlinda Kelmendi, de Kosovo. A kosovar venceu a brasileira por ippon e comemorou o título inédito para o seu país e Érika levou uma medalha até inesperada. Lembrando que Kosovo não é reconhecida pelo COI e Kelmendi teve que disputar os Jogos de Londres pela Albânia, quando perdeu na segunda rodada. Os bronzes foram para a japonesa Yuki Hashimoto e para a alemã Mareen Krah. Eleudis Valentim venceu sua primeira luta, mas depois perdeu para Hashimoto por ippon.

No até 66kg masculino, a categoria ficou aberta, com os 4 primeiros do ranking perdendo na estreia ou na segunda luta. Sem os favoritos, o japonês Masashi Ebinuma chegou a final e venceu o cazaque Azamat Mukanov por ippon. Quem parecia que ia levar era o brasileiro Charles Chibana. Chibana começou arrasador, vencendo suas 4 primeiras lutas por ippon. Na semifinal, fez luta parelha com Ebinuma, mas levou um waza-ari a 15s do fim e, 11s depois, um ippon. Na disputa do bronze, um outro japonês no caminho: Masaaki Fukuoka. Com 1min de luta, Chibana fez um ippon e já comemorava a medalha, quando os árbitros retiraram o ippon e deram um waza-ari. Ele se desconcentrou e Fukuoka empatou a luta com um waza-ari até enfim dar um ippon e faturar o bronze, deixando um Chibana incrédulo em quinto lugar. O outro bronze foi para o ucraniano Georgii Zantaraia. Luiz Revite perdeu logo na sua primeira luta.

Dia 3

Que dia e que diferença um ano faz!! Na categoria até 57kg, Rafaela Silva chegou em Londres como grande candidata ao ouro, vindo da prata no Mundial de 2011, em Paris. Na segunda luta, ela atacou as pernas da húngara e foi sumariamente desclassificada da competição olímpica. Chorando muito, foi criticada nas redes sociais, respondendo com xingamentos. Um ano depois, na sua cidade natal, a redenção! Venceu 4 lutas até atingir a final, contra a americana Marti Malloy, bronze em Londres. Nem tomou conhecimento da americana, que não conseguiu praticar o seu judô e levou um waza-ari com 48s e depois um ippon com 59s de luta. Um ouro sensacional e inédito para o judô feminino brasileiro em Mundiais. Lembrando que Rafaela foi descoberta num projeto social na favela Cidade de Deus, montado por Flávio Canto. Canto, que comentava pelo SporTV, chorou copiosamente após o ouro. Linda volta por cima. Os bronzes ficaram com a alemã Miryam Roper e com a eslovena Vlora Bedeti.

Na 73kg masculino, o japonês Shohei Ono foi o Mister Ippon! 6 lutas, 6 ippons! O último foi na final contra o francês Ugo Legrand. Vice campeão asiático em 2012, Ono conquistou o 3° ouro japonês masculino no Rio em 3 provas disputadas! Já estava parecendo o Mundial de 2010, em Tóquio, onde o Japão levou 10 ouros. Os bronzes ficaram com o belga Dirk van Tichelt e com o holandês Dex Elmont. O brasileiro Bruno Mendonça venceu 2 lutas, mas foi derrotado na terceira para bielorrusso.

Dia 4

Primeiro dia sem a presença de brasileiros nas disputas da tarde. No até 81kg masculino, Victor Penalber chegou muito bem, como líder do ranking, mas não correspondeu e levou um ippon na sua 3ª luta contra o francês Loic Pietri (foto). Pelo menos perdeu para o futuro campeão. Campeão mundial juvenil em 2009, Pietri venceu por waza-ari na final o vice líder do ranking, o georgiano Avtandili Tchrikishvili. A França ainda levou um bronze nesta categoria com Alain Schmitt e a Rússia pegou o outro, com Ivan Vorobev. Primeira medalha russa no Rio. Lembrando que em Londres eles levaram 3 ouros com uma super equipe, mas nenhum campeão olímpico veio ao Rio.

Na prova até 63kg feminino, quem levou o ouro foi a líder do ranking, a israelense Yarden Gerbi. Na final, fez uma luta muito esperada contra a revelação francesa Clarisse Agbegnenou, que foi completamente dominada, levando o ippon em 43s. Excelente dia para a França, que levou sua quarta medalha do dia com o bronze de Gevrise Emane. Completou o pódio o bronze da holandesa Anicka van Emden. A brasileira Katherine Campos venceu uma luta, mas foi derrotada por van Emden na segunda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s